Educação

Escola Migrantes celebra aniversário de 24 anos

20/08/2018 14:42
Manoelle Duarte / Divulgação PMPA
Educação
Alunos apresentaram um número de rap em homenagem à escola

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Migrantes, no bairro São João, realizou, nesta segunda-feira, 20, uma série de atividades especiais para comemorar seus 24 anos de existência. Apesar do aniversário da Emef ter sido no último sábado, 18, as celebrações aconteceram em um dia letivo para que os cerca de 200 alunos da escola pudessem celebrar a data.

A programação teve início às 8h15, com a execução dos hinos do Brasil, do Rio Grande do Sul e de Porto Alegre. Em seguida, a direção deu boas-vindas para os alunos e equipe, e logo após, os estudantes do 6º ano Eduardo da Silva, Antônio Canabarra e Alison da Rosa apresentaram um número de rap em homenagem à Emef Migrantes e, por fim, ocorreu um abraço simbólico no prédio. O carinho dos estudantes com o colégio vai além, e nesta segunda, 20, aconteceria um mutirão de reparos na escola, ideia promovida pelos próprios alunos, mas que precisou ser remarcado devido ao clima. Segundo Heidi Bertotti, supervisora educacional, uma vez por mês ocorre uma assembleia em cada turma do 6º ao 9º ano justamente para ouvir as demandas dos alunos, e o mutirão foi uma delas. "Eles disseram: por que não deixar a escola mais bonita em seu aniversário?"

A supervisora comenta que várias mudanças aconteceram a partir desses encontros, como a reorganização de espaços no recreio e a colocação de armários. Os recursos são arrecadados por intermédio de brechós, organizados com itens doados por empresas instaladas na região. Assim, na medida do possível, a Emef Migrantes realiza melhorias dentro da instituição de ensino também sob a perspectiva dos alunos.

A diretora Ana Paula Araújo conta que algumas demandas trazidas pelos jovens muitas vezes não são observadas pelos professores, pois vivenciam o colégio sob um olhar próprio. Ela complementa dizendo que os estudantes sentem-se ouvidos com essa proposta. “Eles têm a sensação de pertencimento e isso faz com que cuidem da escola e sintam prazer em estar dentro dela”, comenta. "Aliás, a possibilidade de refletir sobre o futuro do colégio prepara os alunos para serem futuros cidadãos responsáveis, pensando na questão coletiva e não apenas na individual", explica a diretora.

No horário do almoço, por exemplo, a Emef Migrantes preparou um cardápio especial em comemoração aos seus 24 anos, com risoto de frango, salada de maionese, suco de uva e bolo, contando com a opinião dos estudantes, mas respeitando as diretrizes nutritivas. Com isso, cada aluno aprende a viver em um espaço democrático e respeitoso com a opinião de todos. Durante o recreio, as professoras desenhavam figuras nos rostos dos alunos, os menores realizavam pinturas e até mesmo música foi colocada no pátio. A programação de aniversário da escola foi realizada e organizada com a participação de todos. 

Denise Righi

Acompanhe a prefeitura nas redes