Água e Esgotos

Localidades seguem sem abastecimento pela falta de energia

17/01/2020 09:02
Alex Rocha/PMPA
DMAE
Estação de Bombeamento de Água Tratada não opera sem energia elétrica

Ainda na manhã desta sexta-feira, 17, pelo menos 11 estações de bombeamento de água seguem afetadas pela falta energia elétrica, ocorrida na tarde de quarta-feira, 16. De acordo com o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), esta falta de luz impacta no abastecimento de água de diversas localidades, especialmente nas pontas de rede e lugares mais altos. Em alguns locais, onde a energia já retornou no final da noite de ontem, o bombeamento de água foi retomado, como é o caso da região da Ilhas. Nesta manhã, foi retomado também o bombeamento da estação São Jorge 2, que atende parte da Vila Nova e Vila Amapá e que agora inicia a recuperação.

O Dmae já solicitou à CEEE prioridade nos atendimentos, pois necessita religar cada estação para normalizar o sistema.

Cinco Estações de Bombeamento de Água Tratada (EBATs) seguem com falta de energia elétrica:
Belém Velho 2: Belém Velho, parte da Vila Nova e parte da Restinga
Vila Castelo: afeta Restinga
Retiro da Ponta Grossa: Ponta Grossa
Gioconda: parte alta da Vila Ipiranga e Vila Jardim
Balneários: Espírito Santo, Guarujá, Serraria e Vila dos Sargentos

Devido à falta de energia nas estações acima, outras unidades apresentam problemas de bombeamento na sequência. Seguem:
Santa Tereza 3: Santa Tereza, Televisões e Vila Santa Rita
Chácara dos Bombeiros: São José e Vila Vargas
Praça Moema: Espírito Santo e Praça Moema
Altos do Ipê: Aberta dos Morros
Santa Rita: Hípica
São José/Cota 200: São José
E o reservatório Morro do Osso: Tristeza

Entenda como é o caminho da água até chegar às casas - Tudo começa na Estação de Bombeamento de Água Bruta (EBAB), que capta a água do Lago Guaíba, seguindo para a Estação de Tratamento de Água (ETA), responsável pelo tratamento da água e distribuição para a Estação de Bombeamento de Água Tratada (EBAT) que a bombeia aos reservatórios e residências. Se falta energia em uma das etapas, a água não chega até às residências.

Defesa Civil - Agentes  da Defesa Civil continuam atendendo as famílias atingidas. Até as 9h30 desta sexta-feira, 17, foram entregues lonas para 167 casas que foram destelhadas ou impactadas por árvores.

Serviços Urbanos - A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) também segue atuando. Até as 8h de hoje, as Equipes de Manejo Arbóreo (EMA) atendem pelo menos 99 casos envolvendo quedas de árvores ou galhos de maiores proporções, restando em alguns pontos a coleta dos resíduos, pois a prioridade das ações foca nos locais que apresentem riscos à população. Em alguns casos há necessidade de apoio da CEEE, devido a fios energizados. Os  profissionais das equipes de zeladoria urbana do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) atuam na limpeza e no recolhimento de lixo espalhados pelo evento climático.

Trânsito - Até as 10h desta sexta-feira foram registrados um ponto de alagamento com bloqueio total (liberado às 20h30 da noite de quarta-feira, 15), 60 bloqueios devido à queda de vegetal e 15 ocasionados por poste ou fiação elétrica caídos na via. Outras 27 quedas de árvores e 15 postes, além de um outdoor, resultaram em bloqueios parciais com obstrução de uma faixa de trânsito.   

Por volta das 10h de hoje, 60 conjuntos semafóricos haviam sido restabelecidos enquanto cinco não estavam funcionando, predominantemente por falta de energia elétrica. Foram liberados 82 bloqueios nas vias enquanto outros 42, na maioria parciais, seguem em atendimento. 

Canais de comunicação - É importante a colaboração da população para o registro de ocorrências prioritárias, através do número 118, e das demais, através da Carta de Serviços online da @Prefeitura_POA, por onde podem ser encaminhadas outras demandas e solicitações de trânsito.  As informações são atualizadas pelo Twitter @eptc_poa

Carta de Serviços | Prefeitura de Porto Alegre
Carta de Serviços de Trânsito e Transporte

 

 

 

 

 

Rafaela Redin

Fabiana Kloeckner

Acompanhe a prefeitura nas redes