Usuária de Unidades de Destino Certo do DMLU usa materiais descartados em sua casa

26/08/2021 12:12
Cesar Lopes / PMPA
LIMPEZA URBANA
Andréia retirou do meio dos resíduos plantas, vasos, suporte de vasos, cadeiras, lixeiras de inox, abajur, ferro, entre outros

O reaproveitamento de materiais e a redução do descarte de resíduos são um dos pilares da sustentabilidade. Usuária das Unidades de Destino Certo do (UDCs) do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), a funcionária dos Correios da Capital, Andréia Brum Calixto, 45 anos, é um exemplo de case sustentável. 

Andréia utilizou materiais coletados das unidades em sua casa no bairro Tristeza. “Aos sábados, costumo ir nas UDCs revirar os contêineres de resíduos descartados pela população para encontrar algum material com potencial para reutilização”, explica. Andréia tem plantas retiradas do meio dos resíduos de podas descartados nos locais, vasos, suporte de vasos, cadeiras, lixeiras de inox, fonte de água, abajur, ferro de passar roupas, fogareiro, escrivaninha, quadros e até um discman, leitor de CDs portátil. “Sou feliz reutilizando materiais. O que as pessoas consideram lixo, eu faço virar um luxo”, conclui.  

As UDCs, também chamadas de Ecopontos, são pontos localizados estrategicamente na cidade para facilitar o descarte gratuito de resíduos volumosos. Andréia e o marido, o médico Marcos Calixto, conheceram o serviço, disponibilizado pelo DMLU, num momento em que precisaram descartar materiais. “Muitas coisas que pegamos nas UDCs são úteis e embelezam nossa casa. Acredito que estamos deixando um mundo melhor para nossos filhos e netos”, destaca Marcos. 

O diretor-geral do DMLU, Paulo Marques, destaca que o departamento, em seus vários serviços e atividades, procura sempre incentivar este tipo de comportamento. “A Andréia, uma de nossas usuárias das UDCs, soube usar a criatividade e reaproveitar materiais e objetos ao invés de comprar novos produtos. Está repensando hábitos de consumo para consumir de forma mais sustentável, reutilizando materiais já existentes. Ficamos muito contentes em saber que as UDCs do DMLU propiciaram essas ações. O resíduo que iria para o aterro sanitário, ela transformou em vida, reduzindo os custos de transporte e destinação final dos materiais”, ressalta Marques.

Andréia costumava ir na UDC da avenida Diário de Notícias, que encerrou suas atividades nesse endereço e agora está, temporariamente, recebendo resíduos na Unidade de Serviços Niterói (rua Niterói, 19, bairro Medianeira). “Já fui conhecer a Unidade de Serviços Niterói e a Unidade de Destino Certo Cruzeiro do Sul e vou continuar utilizando os locais para descartes. Pela distância da minha casa, vou utilizar com menos frequência, mas aguardo com expectativa a nova UDC que será construída no bairro Tristeza”, comemora Andréia.

A área onde se localizava a UDC Diário de Notícias é de propriedade da empresa Multiplan. Uma UDC Conceito, baseada em princípios de sustentabilidade, será construída pela empresa na avenida Wenceslau Escobar, bairro Tristeza, durante o segundo semestre de 2021 e é uma das contrapartidas assumidas em decorrência de empreendimento na avenida Diário de Notícias.

UDCs - As UDCs são locais que se destinam a receber, gratuitamente, resíduos que não podem ser descartados para recolhimento das coletas regulares, domiciliar e seletiva. Os Ecopontos recebem gratuitamente madeira, móveis velhos, colchões, terra, entulho, caliça, cerâmica, sucata de ferro, eletrodomésticos, resíduos arbóreos e diversos materiais que muitas vezes acabam sendo descartados irregularmente em locais públicos. Essas unidades têm ainda um Posto de Entrega de Óleo de Fritura (Peof), um Posto de Entrega Voluntária (PEV) para materiais destinados à coleta seletiva e Posto de Entrega de Resíduos Eletrônicos (Pere). Para saber qual o ponto fixo mais próximo, clique aqui. O DMLU integra a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb).

 

Adriana Nascimento Machado

Andrea Brasil