Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Executivo

Orçamento Participativo festeja 30 anos e ganha sistema digital

12/06/2019 16:38
Joel Vargas/PMPA
EXECUTIVO
Nova ferramenta dará acesso à participação de mais pessoas, destaca Marchezan

Foi lançado na manhã desta quarta-feira, 12, no Salão Nobre do Paço Municipal, a plataforma digital do Orçamento Participativo (OP). Desenvolvida pela Companhia de Processamento de Dados do Município (Procempa), a ferramenta vai permitir que as pessoas tomem parte da indicação de prioridades de investimentos da prefeitura sem precisar comparecer sempre às assembleias. Além disso, será possível apresentar sugestões, debater e trocar opiniões com outras pessoas. O andamento do OP 2019/2020 começa no próximo dia 15 de junho, e a participação por meio do OP Digital estará disponível no site https://opdigital.prefeitura.poa.br.

“Hoje, estamos dando um passo para a evolução do Orçamento Participativo e da nossa sociedade. Esta mudança vem junto com as reformas que Porto Alegre está conseguindo executar. Agora, conseguimos visualizar um futuro com as contas no azul e vamos seguir debatendo de onde vem e para onde vai o dinheiro público, de forma muito transparente para a população, sobretudo em relação ao OP”, ressalta o prefeito Nelson Marchezan Júnior.

Joel Vargas/PMPA
EXECUTIVO
Porto Alegre ousa mais uma vez, diz Gustavo Paim

O vice-prefeito e secretário municipal de Relações Institucionais, Gustavo Paim, disse que o sistema online não irá substituir a participação presencial da população, mas sim ampliar o envolvimento da população no processo. "Porto Alegre ousa mais uma vez ao lançar também a participação digital no OP, que é uma marca da cidade. Esta ferramenta vem para somar", frisa Paim.

Conforme explica o presidente da Procempa, Paulo Miranda, a plataforma foi adaptada para as características do Orçamento Participativo, para respeitar a realidade do programa e aproximar a gestão pública das necessidades das pessoas. "Temos muito orgulho de participar dos vanços deste programa, que faz a cidade ser reconhecida no mundo todo", diz ele.

"Com o OP Digital, quem mora longe do local das assembleias poderá utilizar o sistema online. Mas a presença das pessoas segue sendo fundamental, porque elas decidirão nas assembleias se as propostas do site se tornarão demandas ou não, através de um processo de votação”, observa o secretário-adjunto de Relações Institucionais, Carlos Siegle. Representando a Câmara Municipal, o vereador Cassio Trogildo ressaltou que "o OP Digital vai formar mais cidadania e mais atuação democrática”.

Criado há 30 anos, o Orçamento Participativo é reconhecido pela ONU como uma das melhores práticas de políticas públicas do mundo. Neste ano, está concorrendo ao Prêmio Internacional de Distinção de Melhor Prática em Participação Cidadã, em razão do lançamento da plataforma digital como experiência inovadora de democracia. "Todos estamos sempre ligados nas redes sociais e tecnologias, e esta ferramenta vai dar acesso para que mais pessoas ainda possam participar do nosso OP", comemora a conselheira do Orçamento Participativo Laura Elisa Machado.

Estiveram presentes também no evento o vice-presidente da Câmara Municipal, Reginaldo Pujol; os vereadores Mauro Pinheiro, Moisés Barboza, Nelcir Tessaro, André Carús, Giovane Bil, Professor Wambert e Felipe Camozatto; os secretários municipais de Parcerias Estratégicas, Thiago Barros Ribeiro; de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário; de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazsen; e de Comunicação, Orestes de Andrade Jr.; o secretário-adjunto da Cultura, Leonardo Maricato; o diretor-geral adjunto do Demhab, Amancio Ferreira; os representantes da Secretaria Estadual do Trabalho e Assistência Social, Iliseu Darós; e da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão, Jorge Carrion; e o ex-secretário de Infraestrutura do Estado e advogado da Infra Engenharia, João Vitor Domingues.

 

 

  

 

Camila Ferro

Rui Felten