Prefeito busca parceria com o Estado para √°reas de risco em Porto Alegre

18/05/2023 17:54
Alex Rocha/PMPA
EXECUTIVO
Melo se reuniu com o secret√°rio-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, nesta quinta-feira

Em reuni√£o com o secret√°rio-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, na tarde desta quinta-feira, 18, no Pal√°cio Piratini, o prefeito Sebasti√£o Melo apresentou a situa√ß√£o das √°reas de risco de Porto Alegre e prop√īs parceria entre a Capital e o Governo do Estado para evitar eventuais desastres nestas regi√Ķes. Um dos desafios¬†enfrentados √© a falta de sistema de radar meteorol√≥gico que possa dar previs√Ķes para regi√Ķes espec√≠ficas.

Segundo o prefeito, √© preciso ter alertas das previs√Ķes do tempo mais confi√°veis e precisos.

‚Äú√Č fundamental melhorar a informa√ß√£o para avisar as fam√≠lias em tempo real. Estamos em busca de parceria com o Governo do Estado em rela√ß√£o a este tema t√£o sens√≠vel da nossa cidade. N√£o √© uma governan√ßa individual‚ÄĚ - Prefeito Sebasti√£o¬†Melo.¬†

Desde mar√ßo, a Defesa Civil do Estado busca atualizar as informa√ß√Ķes sobre as √°reas de risco no Rio Grande do Sul. Na reuni√£o, os representantes da institui√ß√£o refor√ßaram o pedido para que os munic√≠pios atualizem os dados e haja mais integra√ß√£o e comunica√ß√£o entre as esferas.¬†

O relatório sobre as áreas de risco, que foi produzido em campo por equipes técnicas do Serviço Geológico e contou com o apoio da Defesa Civil e do Departamento Municipal de Habitação (Demhab), teve como base três tipos de metodologia, através dos seguintes processos estudados: movimento de massa (deslizamento, quedas de blocos e corridas de massa); hidrológicos (enxurradas, inundação e enchente) e erosivos (marinha, continental e fluvial). Os graus de risco são divididos entre alto e muito alto. Em 2013, foram levantadas 109 áreas de alto risco e dez de muito alto risco. Neste ano, de acordo com o novo relatório, as áreas de alto risco são 91 e de muito alto risco 51.

Das 17 regi√Ķes do Or√ßamento Participativo, 15 possuem algum tipo de risco, de acordo com o estudo: Partenon (27), Gl√≥ria (21), Leste (19), Sul (15), Ilhas (14), Norte (14), Centro-Sul (7), Restinga (7), Eixo-Baltazar (4), Nordeste (4), Extremo-Sul (3), Humait√°/Navegantes (2), Cruzeiro (2), Cristal (2) e Centro (1). O levantamento engloba as seguintes tipologias de risco: alagamentos, corrida de detritos, corrida de massa, deslizamento, deslizamento em cunha, deslizamento n√£o espec√≠fico, deslizamento planar, enxurrada, eros√£o de margem fluvial, eros√£o laminar, inunda√ß√£o, queda de blocos, queda de lascas e ravina.

Trabalho - Um grupo de trabalho, composto pelo Demhab, Defesa Civil, Procuradoria-Geral do Munic√≠pio, Secretaria Municipal de Planejamento e Assuntos Estrat√©gicos¬†e Secretaria Municipal de Governan√ßa Local e Coordena√ß√£o Pol√≠tica¬†foi criado com a finalidade de discutir e propor estrat√©gias e a√ß√Ķes de enfrentamento √†s √°reas de risco de Porto Alegre. Nos encontros foram levantados os seguintes planos emergenciais: plano de preven√ß√£o, de mitiga√ß√£o, de remo√ß√£o e de resposta.

Acompanharam o prefeito na reuni√£o o secret√°rio municipal de Habita√ß√£o e Regulariza√ß√£o Fundi√°ria, Andr√© Machado, o diretor-geral da Defesa Civil, coronel Evaldo Rodrigues de Oliveira J√ļnior, e Luis Felipe Dorneles, diretor de licenciamento da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade.¬†

Manuela Kuhn

Lissandra Mendonça