Executivo

Prefeitura terá que aportar R$ 6 milhões para Carris manter serviços

29/05/2020 18:53
Fernanda Leal/Arquivo PMPA
CARRIS
Queda na receita é de 70% em relação ao período anterior à pandemia do novo coronavírus

A prefeitura vai aportar R$ 6 milhões na Carris para evitar que o serviço seja suspenso a partir do próximo mês. A queda na receita é de 70% em relação ao período anterior à pandemia do novo coronavírus. Diferente das empresas privadas, a Carris não pode aderir à Medida Provisória 936, do Governo Federal, que permite às empresas realizar acordo direto com o empregado para diminuir a jornada e o salário, ou suspender o contrato de trabalho por tempo determinado, com pagamento de benefício aos trabalhadores por parte da União.

Ao longo dos últimos três anos, a prefeitura realizou um trabalho de gestão dentro da empresa, reduzindo um déficit que era de R$ 74 milhões em 2016 para R$ 19 milhões em 2018 e R$ 16,5 milhões em 2019. Para 2020, a projeção era fechar o ano em R$ 8,6 milhões negativos. Desde 2009, a prefeitura já aportou R$ 298.144.820,27 na Carris. Para este ano, a previsão era injetar cerca de R$ 5 milhões na empresa, menor valor na década. Devido à pandemia, no entanto, o aporte total no ano deverá ficar entre R$ 25 e R$ 30 milhões.

Entre as ações, houve o combate à corrupção, revisão de contratos com fornecedores, compras diretamente com as fábricas, trabalho de conscientização do comprometimento dos funcionários, gestão de pessoas e fim do favorecimento de grupos, melhoria no controle interno e da conservação de estruturas e limpeza.

 

Elisandra Borba

Gilmar Martins

Acompanhe a prefeitura nas redes