Educação

Cinco escolas de ensino fundamental atingem as metas no Ideb 2019

15/09/2020 15:05
Aline Bisso / Arquivo PMPA
Educação
Emef Profª Ana Íris do Amaral, primeira a aderir à nova rotina escolar na Capital, foi outra vez destaque na avaliação

Cinco escolas municipais de ensino fundamental alcançaram as suas metas para anos iniciais do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2019, divulgado nesta terça-feira, 15, pelo Ministério da Educação. A média da rede municipal de Porto Alegre nos anos iniciais foi 4,9 (meta de 5,6) e nos anos finais, a nota foi 3,7 (meta de 5). Em 2015, as médias foram de 4,6 e 3,8, respectivamente. Em 2017, Porto Alegre não teve a média calculada porque a prova foi aplicada durante uma greve dos municipários e não houve adesão suficiente. 

Destaque na última avaliação, a Emef Profª Ana Íris do Amaral, no bairro Protásio Alves, atingiu nota 5,5 (meta de 5,3). Em 2017, a instituição de ensino havia superado a meta nacional, com nota 6,3 (meta de 5,5). A escola, que conta com 408 alunos e 35 professores, foi a primeira a aderir à nova rotina escolar em 2017, com mais tempo para o aluno em sala de aula, e também participou do projeto-piloto da prova de diagnóstico da Secretaria Municipal de Educação (Smed). 

Quem também pode comemorar é a Emef José Mariano Beck, no bairro Jardim Carvalho, que atingiu 4,8 na avaliação, superando os 4,6 de 2017. A meta estabelecida para a escola, que conta com 761 alunos e 63 professores, era chegar a 4,8. 

Outra bem avaliada foi a Emef Migrantes, no bairro Anchieta, com 5,0 - teve 4,8 em 2017. E a meta proposta para a escola para 2019 era 4,0. Já a Emef Neusa Goulart Brizola, na Cavalhada, atingiu 5,3. Na última avaliação que a escola participou, no ano de 2015, tirou a nota 5,0. E a meta para agora era chegar a 4,3.

Também integra a lista a Emef Presidente Vargas, que fica no Passo das Pedras. A escola obteve 5,4 no Ideb, superando os 5,1 da avaliação mais recente. E superou, ainda, a própria meta estabelecida para 2019, que era 5,0. 

Por sua vez, nenhuma escola fundamental dos anos finais atingiu as metas previstas para 2019. A Emef Ana Íris do Amaral obteve a maior nota nesse quesito entre todas do município, 4,9. Mas a meta estipulada para a escola era atingir 6,0.

Evolução das escolas da rede que tiveram pontuação destacada pelo Ideb publicada pelo Inep para os anos iniciais em 2017 e em 2019: 

Emef Ana Íris do Amaral – 6,3 – 5,5
Emef Presidente Vargas – 5,1 – 5,4
Emef Neusa Goulart Brizola – 5,0* – 5,3
Emef Migrantes – 4,8 – 5,0
Emef José Mariano Beck – 4,6 – 4,8

* Nota de 2015

Outras escolas que se destacaram nos anos iniciais em 2019:

Emeb Liberato Salzano Vieira da Cunha – 5,8 - 5,6
Emef Jean Piaget – (não teve avaliação em 2017) - 5,6 
Emef João Antônio Satte – (não teve avaliação em 2017) - 5,6 
Emef Moradas da Hípica – (não teve avaliação em 2017) - 5,6 

Escolas que se destacaram nos anos finais em 2019:

Emef Ana Íris do Amaral – (não teve avaliação em 2017) - 4,9 
Emeb Liberato Salzano Vieira da Cunha – (não teve avaliação em 2017) - 4,3 
Emef Campos do Cristal – (não teve avaliação em 2017) - 4,2 
Emef Moradas da Hípica –  (não teve avaliação em 2017) - 4,2 
Emef Porto Novo – (não teve avaliação em 2017) - 4,2 

Saiba mais - O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é o principal indicador de qualidade educacional das escolas públicas e privadas do país. Calculado a cada dois anos, o índice combina informações sobre rendimento escolar com o desempenho em exames padronizados em Português e Matemática obtido pelos estudantes ao final de três etapas de ensino: 5º ano do Ensino Fundamental; 9º ano do Ensino Fundamental; e 3º ano do Ensino Médio.

André Malinoski

Gilmar Martins

coronavirus-cartao-social.png

Acompanhe a prefeitura nas redes