HPS alerta para casos de quedas entre idosos

24/06/2021 12:03
Cristine Rochol/PMPA
SMS
De 1¬ļ¬†de janeiro a 24 de junho deste ano, foram 1704 casos de quedas com v√≠timas acima dos 65 anos, sendo que¬†22 morreram

As quedas de idosos est√£o entre as principais ocorr√™ncias atendidas pelo Hospital de Pronto Socorro¬†de Porto Alegre (HPS).¬†De 1¬ļ¬†de janeiro a 24 de junho deste ano, foram 1704 casos de quedas com v√≠timas acima dos 65 anos, sendo que¬†22 morreram.¬†

Esta quinta-feira, 24, √© o Dia Mundial de Preven√ß√£o de Quedas. A data foi criada pela Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde e foi incorporada pelo Minist√©rio da Sa√ļde. A queda √© o terceiro acidente mais notificado no Brasil, o que imp√Ķe a necessidade de manter os servi√ßos¬†preparados n√£o s√≥ para tratar adequadamente as v√≠timas, mas tamb√©m trabalhar a preven√ß√£o.¬†

O HPS promoveu nesta quinta uma oficina para qualificar ainda mais os servidores em procedimentos de prevenção a acidentes com pacientes idosos no ambiente hospitalar e também para dar mais segurança durante a internação. 

‚ÄúA hospitaliza√ß√£o aumenta o risco de queda, pois os pacientes se encontram em ambientes estranhos ao seu dia a dia. Muitas vezes s√£o portadores de doen√ßas que predisp√Ķem √† queda, e v√°rios procedimentos terap√™uticos podem aumentar esse risco‚ÄĚ, alerta a enfermeira Marcelle Schettert, coordenadora do Servi√ßo de Epidemiologia e Gest√£o de Risco do HPS.

Com apoio do Senac, os servidores vivenciaram situa√ß√Ķes que simulam as dificuldades dos idosos. Com pesos nas pernas, eles sentiram as dificuldades de deslocamento e falta de agilidade ou firmeza. Tamb√©m foram trabalhadas formas de conten√ß√£o para que idosos fiquem seguros mas tamb√©m confort√°veis nas camas. ¬†

O protocolo alerta que de 30% a 50% das quedas provocam danos aos pacientes, sendo que de 6% a 44% desses danos são de natureza grave, como fraturas, hematomas subdurais e sangramentos, que podem levar ao óbito. Além disso, a queda pode gerar impacto negativo sobre a mobilidade dos pacientes, além de ansiedade, depressão e medo de cair de novo, o que acaba por aumentar o risco de nova queda.

O HPS alerta tamb√©m para a import√Ęncia de medidas preventivas em casa e nos ambientes de trabalho dos idosos:

. Evitar camas altas
. Colocar barras de apoio nos ambientes de circulação
. Evitar escadarias
. Adotar pisos e calçados antiderrapantes
. Idosos com dificuldade de locomoção ou de orientação devem ter sempre alguém por perto, para ajudar a ir ao banheiro e socorrer imediatamente em caso de acidente.

  

 

Ricardo Azeredo

Andrea Brasil