Saúde

Vacinação de pessoas com doenças crônicas contra gripe alcança 66,78% da meta na Capital

03/06/2020 18:42
Robson da Silveira / SMS PMPA
SAÚDE
Até dia 30 de junho, a prefeitura vai trabalhar para ampliar a imunização geral

O quantitativo de doses da vacina contra gripe aplicado em pessoas com doenças crônicas como diabetes, asma, hipertensão e cardiopatias é de 115.541 em Porto Alegre. Isso equivale a 66,78% da meta mínima  estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é imunizar 173 mil pessoas - ou seja, 90% da estimativa populacional desse grupo. Até 30 de junho, quando termina a campanha nacional, a prefeitura estará trabalhando para ampliar a imunização.

A campanha vale também para crianças de seis meses a menores de seis anos, que já receberam 31.463 doses (38,25% da meta), gestantes (4.296 ou 34,17% da meta) e puérperas (mulheres que tiveram bebês há até 45 dias), nas quais foram aplicadas 790 doses (38,50% da meta). O objetivo da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é imunizar 81,2 mil crianças na faixa etária indicada na campanha, 12,5 mil gestantes e 2 mil puérperas. 

Registros do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) desta quarta-feira, 3, mostram que foram aplicadas 590,8 mil doses no público-alvo geral da campanha, que corresponde a 82,60% da meta total de 715 mil pessoas na Capital. A vacina não protege contra o novo coronavírus, mas evita complicações causadas pelos vírus influenza A H1N1, influenza A H3N2 e influenza B linhagem B/Victoria, que podem levar o paciente a internações hospitalares.

Como estão mais sujeitos a complicações após a infecção do vírus influenza, aqueles que fazem parte dos grupos prioritários e ainda não garantiram a proteção devem procurar as farmácias parceiras da prefeitura ou unidades de saúde. Para evitar aglomerações, são mais de 100 locais disponíveis (confira antes de sair de casa). Crianças devem ser imunizadas nas unidades de saúde para manter o acompanhamento do calendário e as vacinas de rotina. 

As unidades de saúde estão preparadas para o atendimento, com a separação das pessoas que chegam para vacinação daquelas que buscam o serviço por quadro de doença, de acordo com orientações e protocolos de distanciamento e higienização do Ministério da Saúde. O uso de máscara de pano é recomendado a adultos e crianças a partir de dois anos de idade. 


Números da vacinação até 3 de junho: 

590.858 doses aplicadas (82,60% da meta geral de 715 mil pessoas)

Idosos - 268.191

Trabalhadores de saúde - 98.566

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (comorbidades) - 115.541

Crianças - 31.463

Gestantes - 4.296

Puérperas – 790

Pessoas com deficiência - 1.591

Forças de segurança e salvamento - 25.487 pessoas

Trabalhadores do transporte coletivo - 6.079

Caminhoneiros - 1.758

Portuários – 509

Povos indígenas – 619 pessoas

População privada de liberdade - 4.154 pessoas

Funcionários do sistema prisional - 1.174

Adultos de 55 a 59 anos - 24.295

Professores - 6.343

Os dados do SIPNI são parciais e sujeitos a revisão. 

Para mais informações sobre vacinação, clique aqui.

  

 

Vanessa Conte

Rui Felten

Acompanhe a prefeitura nas redes