Dmae apresenta obras do Arroio Areia ao Iguatemi e Grupo Zaffari

02/06/2021 11:06
Luciano Lanes / PMPA
DMAE
Obras devem começar até o final de junho nas proximidades com a Teixeira Mendes, bairro Três Figueiras

Com o objetivo de alinhar sobre os impactos das obras de macrodrenagem do Arroio Areia na região da avenida Nilo Peçanha, o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) se reuniu no final da tarde dessa terça-feira, 1º, com integrantes do Shopping Iguatemi e do Grupo Zaffari. O diretor-geral do Dmae, Alexandre Garcia, apresentou aos técnicos das empresas e ao diretor do Grupo Zaffari, Claudio Luiz Zaffari, as obras A1 e A2, que devem iniciar-se até o final do mês de junho nas proximidades com a avenida Teixeira Mendes, no bairro Três Figueiras.

“Mais de 180 mil pessoas são impactadas pela bacia do Arroio Areia, especialmente em dias de temporal, que causam alagamentos históricos. As obras de macrodrenagem tentam amenizar esses problemas. Temos vigências e prazos a cumprir, mas nosso compromisso com a região é tentar minimizar os transtornos no trânsito e liberar a via em novembro para as vendas do Natal”, afirmou Garcia. Conforme Zaffari, a obra é necessária, mas é importante sensibilizar o governo municipal de que os acessos aos empreendimentos da região têm que ser facilitados.

As galerias e tubulações do A1 e A2, que serão construídas, possuem aproximadamente 350 metros de extensão, com até 2x2 metros de diâmetro. Para as ações, a avenida Nilo Peçanha deverá ser bloqueada no sentido bairro-Centro por aproximadamente quatro meses. O custo das obras é estimado em R$ 2,9 milhões e R$ 2,6 milhões, respectivamente. “Nós também sofremos impactos com as chuvas e, por isso, sabemos que é uma obra muito importante”, disse o gerente de estacionamento e administração predial do Iguatemi, Amilcar Mundel.
 

Luciano Lanes / PMPA
DMAE
Detalhes sobre o trânsito e o transporte público estão sendo ajustados com a Secretaria de Mobilidade Urbana e a EPTC

Os detalhes sobre o trânsito e o transporte público estão sendo ajustados com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Smmu) e com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Ainda na tarde dessa terça, o Dmae esteve reunido com o titular da Smmu, Luiz Fernando Záchia, e com o diretor-presidente da EPTC, Paulo Ramires. Também participaram das reuniões o gerente de Projetos e Obras do Dmae, Marco Faccin, e a arquiteta Andréia Bocian. Na segunda-feira, 31, o prefeito Sebastião Melo esteve em vistoria às intervenções na avenida Sertório

Arroio Areia – O conjunto de obras contempla 26 intervenções, entre galerias e reservatórios, que, quando concluídas, irão beneficiar diretamente 180 mil moradores de 14 bairros da Zona Norte. O grande objetivo é amenizar alagamentos históricos e acúmulos de água nas regiões: Bom Jesus, Três Figueiras, Chácara das Pedras, Vila Jardim, Jardim Europa, Boa Vista, Vila Ipiranga, Higienópolis, São João, Passo da Areia, Cristo Redentor, Santa Maria Goretti, Jardim São Pedro e limite com Anchieta. Além de cinco obras já terminadas, estão em execução os reservatórios R1 (87,64%), na praça Lopes Trovão, e R9 (75,37%), na Praça Fortunato Pimentel; e as lineares I1 (62,66%), na avenida Sertório, e D5 (96,93%), na rua Gaston Englert, que deve ser retomada após a conclusão da I1. No total, serão investidos cerca de R$ 108 milhões, provenientes do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), com R$ 1,3 milhão de contrapartida da prefeitura.

Rafaela Redin

Andrea Brasil