Grande quantidade de lixo ocasiona serviço emergencial em rede pluvial no bairro Bom Jesus

16/05/2022 14:01
Luciano Lanes / PMPA
DMAE
Às margens do arroio é possível notar o descarte irregular de colchões, roupas, calçados, armários, isopor e plásticos

O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) iniciou nesta segunda-feira, 16, o serviço emergencial de desobstrução da rede pluvial na rua Santa Isabel, entre as ruas Pedro Santa Helena e Ângelo Crivelaro, bairro Bom Jesus. A rede foi obstruída pelo acúmulo de lixo, que ocasionou o extravasamento do arroio.

“A terra acabou cedendo, fazendo com que rompesse o asfalto e abrisse um buraco no meio da rua Santa Isabel, entre as ruas Pedro Santa Helena e Ângelo Crivelaro. Mais uma vez, pedimos a colaboração da população para o descarte correto de resíduos. O lixo nas redes gera muitos problemas para a população e a manutenção repetidamente das redes que escoam a água da chuva”, destaca o diretor-geral do Dmae, Alexandre Garcia.

Para começar a manutenção, foi necessário escavar, isolar o local e fazer a limpeza na rede. As equipes agora estão executando a recuperação das paredes da galeria, que acabou cedendo com o excesso de sólidos. Cerca de dois metros cúbicos de resíduos já foram retirados do local. A estimativa é que o serviço emergencial dure cerca de uma semana. Depois disso, será feita averiguação em toda a rede para encontrar outros acessos para desobstrução.

Às margens do arroio é possível notar o descarte irregular de colchões, roupas, calçados, armários, isopor, garrafas pet, garrafas de vidro, embalagens de todos os tipos e diversas sacolas plásticas. No local existe o chamado paliteiro do Arroio Mem de Sá, construído com a intenção de impedir que o lixo depositado incorretamente no arroio entre na rede pluvial. Porém, na última semana, o excesso de lixo causou a obstrução da rede e o transbordamento do arroio.

  

 

Isabel Lermen e Roberta Brum

Andrea Brasil