Executivo

Coronavírus: Porto Alegre retoma restrições para frear velocidade da demanda por UTIs

14/06/2020 10:32
Cesar Lopes / PMPA
EXECUTIVO
Prefeito anunciou pelas redes sociais a revisão de medidas de flexibilização

O prefeito Nelson Marchezan Júnior anunciou, em transmissão pelas redes sociais nesta sexta-feira, 12, que, após as últimas análises do Comitê Técnico de Enfrentamento ao Coronavírus sobre a situação epidemiológica e sanitária em razão da pandemia em Porto Alegre, o governo municipal decidiu revisar as medidas de flexibilização do distanciamento social e das atividades econômicas. As alterações no regramento estão baseadas na velocidade do crescimento da ocupação de leitos de UTI, que passou de 45 pacientes, no início do mês, para 69 internados com Covid-19 nessa quinta-feira, 11 - alta de 53%. As restrições serão divulgadas por decreto a ser publicado no Diário Oficial de Porto Alegre e passam a valer a partir de segunda-feira.

Marchezan destaca que a decisão é de natureza preventiva. “É pensando no futuro, uma espécie de trava de segurança para diminuir a velocidade de crescimento da demanda por leitos de UTI e uma precaução para que possamos continuar com a estrutura de saúde disponível para quem precisar de atendimento”, explica o prefeito. “Iniciamos as medidas de distanciamento social em 16 de março, e este tempo foi muito importante para organizar e estruturar a gestão hospitalar de forma integrada”, acrescenta.

Desde o início da pandemia, a situação epidemiológica da Capital é analisada diariamente pela prefeitura, que adotou como dado-referência o número de pacientes testados positivos para coronavírus em UTIs. O objetivo é manter ajustadas as regras de distanciamento e convivência social de modo a evitar que, no futuro, a demanda de saúde extrapole a capacidade de atendimento da rede hospitalar.

Para mais informações sobre o coronavírus, clique aqui.
Veja aqui as últimas notícias sobre a pandemia.

 

  

 

Vanessa Sampaio

Rui Felten

coronavirus-cartao-social.png

Acompanhe a prefeitura nas redes