Executivo

Maior programa de requalificação asfáltica da Capital tem dez habilitados à licitação

27/07/2020 08:17
Cristine Rochol/PMPA
SERVIÇOS URBANOS
Prefeitura está investindo em 2 anos o que foi aplicado em 20 em pavimentação

A prefeitura realizou, entre os dias 13 e 21 de julho, as sessões de abertura das propostas de concorrências públicas para a contratação de empresa ou consórcio para obras de recuperação de pavimentos que fazem parte do Programa de Requalificação Asfáltica. Lançado em junho pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, este é  o maior programa do gênero da história de Porto Alegre e tem oito empresas e dois consórcios declarados habilitados para a licitação.

As obras dos lotes 1, 2 e 3 da requalificação funcional e dos lotes 3, 4, 5 e 6 da requalificação estrutural terão investimento total de R$ 113 milhões. Somados aos R$ 23 milhões dos lotes 1 e 2 da requalificação estrutural já em execução, são R$ 136,77 milhões em financiamentos para entregar aos porto-alegrenses vias com asfalto de mais qualidade e maior durabilidade.

A previsão é que os serviços previstos por esses sete editais sejam iniciados ainda no segundo semestre deste ano e concluídos em 18 meses. O programa foi planejado para abranger as principais vias, levando em conta critérios  como ruas e avenidas de maior circulação e o estado geral dos pavimentos.

“Estamos investindo em dois anos o que foi aplicado em 20 anos, e o interesse de empresas nas licitações nos deixa confiantes de que conseguiremos entregar mais vias em condições melhores” - Prefeito Nelson Marchezan Júnior. 

Crédito recuperado - O prefeito explica que a atual gestão encontrou a cidade sem recursos, com mais de 85% da malha viária vencida e a pavimentação deformada, com buracos devido à falta de investimentos. “Temos a expectativa de viabilizar essas melhorias a partir do processo licitatório, agora graças à recuperação de crédito junto às instituições financeiras, após as reformas estruturais aprovadas com apoio da Câmara Municipal”, salienta. 

O secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazen, ressalta que este é um programa inédito e completo, que contempla as principais vias de ligação entre as quatro regiões de Porto Alegre e foi criado com base em estudo que identificou a intervenção necessária em cada trecho. Salienta ainda que para que a cidade esteja mais qualificada e preparada para a plena retomada das atividades pós-pandemia, foram mantidos obras, serviços essenciais e licitações importantes, que não impactam o Tesouro Municipal - como a requalificação de vias com recursos carimbados de financiamento. 

“Seguindo todos os cuidados necessários, mantivemos as obras que podem  melhorar o futuro de Porto Alegre. Essas intervenções vão aperfeiçoar a infraestrutura viária e garantir conforto às pessoas para circularem pelas ruas e avenidas", enfatiza Gazen.

Investimento - O valor global do programa é de R$ 136,77 milhões, composto por financiamentos de R$ 103,3 milhões para requalificação estrutural (R$ 23,8 milhões do Banco de Desenvolvimento da América Latina - CAF, referentes aos lotes 1 e 2; R$ 40,75 milhões do Banco do Brasil, correspondentes aos lotes 3 e 4; e R$ 38,65 milhões da Caixa Econômica Federal, para os lotes 5 e 6), mais R$ 33,47 milhões para requalificação funcional (3 lotes, com R$ 27,26 milhões da Caixa e R$ 6,2 milhões do Banco do Brasil).

Entenda a diferença entre as obras

Requalificação estrutural – As obras ocorrem desde as camadas mais profundas, na base, subbase e superfície do pavimento. São feitas intervenções em drenagem (limpeza das redes e bocas de lobo - hidrojateamento), fresagem e pavimentação em CBUQ nos pontos deformados, implantação de paradas de ônibus em placas de concreto ou blocos intertravados de concreto, rampas de acessibilidade e sinalização.

Requalificação funcional – As obras ocorrem na camada superficial do pavimento, com intervenções em drenagem (limpeza das redes e bocas de lobo - hidrojateamento), fresagem, pavimentação, rampas de acessibilidade e sinalização.

Programa de Requalificação Viária de Porto Alegre

- Obras de requalificação estrutural e funcional

- 66 vias

- Extensão: 104,9 km

- Valor previsto: R$ 136.772.765,00 

- Limpeza de rede de drenagem: 104.056 metros 

- Limpeza de bocas de lobo: 3.054 unidades

- Implantação de rede de drenagem: 1.017 metros

- Implantação de bocas de lobo: 189 unidades

- Paradas de ônibus: placas de concreto - 118 unidades; blocos intertravados de concreto - 36 unidades

- Rampas de acessibilidade: 2.240 unidades

Saiba mais clicando AQUI.

Isabel Lermen e Orlando Moraes

Denise Righi

Acompanhe a prefeitura nas redes