Agora, este é o portal oficial da Prefeitura. Se não encontrar o que precisa, utilize o menu, acesse uma secretaria específica e localize o respectivo link de acesso ao site antigo.
Executivo

Prefeito visita obras do anexo ao Hospital Independência

21/05/2020 12:28
Jefferson Bernardes/PMPA
EXECUTIVO
Obra estará finalizada no final do mês e operação começa na primeira quinzena de junho

O prefeito Nelson Marchezan Júnior visitou, na manhã desta quinta-feira, 21, as obras na área anexa ao Hospital Independência. Na unidade serão instalados 60 leitos de média complexidade para atendimento da demanda do novo coronavírus. O trabalho, que começou no final de abril, está em ritmo acelerado e deve ser concluído no final do mês. Já as operações, iniciam na primeira quinzena de junho. Após a pandemia, a estrutura será incorporada de forma permanente ao sistema de saúde e o hospital totalizará 160 leitos.

A ampliação se deve à parceria dos grupos Gerdau, Ipiranga e Zaffari, com doação de R$ 10,4 milhões em recursos para a construção da ala de internação. O Hospital Moinhos de Vento vai fornecer materiais, equipamentos e medicamentos para a operação da nova ala durante a pandemia e compartilhar práticas de gestão. A Sociedade Sulina Divina Providência permanece responsável por gerenciar os serviços hospitalares.

“A parceria nos possibilita ampliar a estrutura, otimizar os serviços e ficar como um legado para a saúde pública da Capital. Não será um hospital de campanha que vai desaparecer depois da pandemia” - Prefeito Nelson Marchezan Júnior.

Para o secretário municipal da Saúde, Pablo Stürmer, que acompanhou o prefeito na visita, a modernização do contrato com o Divina Providência permite esse avanço e entrega para Porto Alegre. “Com a administração do Divina Providência, o Hospital Independência conseguiu avançar em mais de 70% na fila de espera por atendimento de ortopedia. É um modelo em que utilizamos estruturas estatais com a gestão privada em um hospital 100% SUS, que recebe pela qualidade e resolutividade do seu atendimento”, afirma o secretário. O Independência oferece atendimento clínico, cirúrgico e ambulatorial nas especialidades de ortopedia e traumatologia, serviços auxiliares de diagnóstico e tratamento.

Estrutura - Durante o período de pandemia da Covid-19, a nova estrutura modular será utilizada como uma ala de retaguarda, recebendo pacientes em fase final do tratamento que já tiveram alta da UTI. Com isso, leitos de alta complexidade ficam liberados para receber novos pacientes, otimizando a gestão de saúde municipal. Serão 12 quartos, sendo 10 coletivos e dois individuais, com 12 sanitários; posto de enfermagem, salas de serviços, farmácia, rouparia, copa e área técnica, além de uma rampa que fará a integração da nova unidade ao primeiro pavimento do HI.

“É grande nossa expectativa para iniciar esse trabalho, que vai agregar mais 60 leitos aos 100 que já temos em funcionamento”, diz o diretor-técnico do Hospital Independência, Angelo Chaves.

Desde o início da pandemia,  a prefeitura colocou em prática o Plano Municipal de Contingência para o Novo Coronavírus, que, entre outras medidas, previa a ampliação de leitos. Já foram entregues 40 vagas em UTI no Hospital de Clínicas, 18 de UTI no Hospital Cristo Redentor e 66 leitos clínicos no Hospital Vila Nova. O espaço na Associação Hospitalar Vila Nova (AHVN), que ficou pronto em menos de 30 dias, recebeu investimento de R$ 3,5 milhões da prefeitura e é exclusivo a pacientes da Covid-19 que necessitarem de internação de média complexidade.

Para mais informações sobre o coronavírus, clique aqui.
Veja aqui as últimas notícias sobre a pandemia.

 

Elisandra Borba e Lissandra Mendonça

Fabiana Kloeckner

Acompanhe a prefeitura nas redes