Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Executivo

Prefeitura propõe ação de segurança com shopping centers

06/12/2018 11:45
Cristine Rocho/PMPA
EXECUTIVO
Parceria busca facilitar a identificação de veículos com alguma restrição

O prefeito em exercício Gustavo Paim se reuniu na tarde dessa quarta-feira, 5, com o diretor de Assuntos Institucionais da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), Cátilo Cândido, e com representantes de shoppings e estacionamentos da Capital. O encontro teve como objetivo principal uma ação para que os shopping centers estejam engajados na estratégia de cercamento eletrônico da prefeitura, facilitando a identificação de veículos com alguma restrição nas entradas e saídas dos estabelecimentos.

A proposta do Executivo envolve o aproveitamento de imagens de câmeras de segurança já instaladas nos estabelecimentos privados. A ideia é que seja enviado um alerta ao Sistema de Reconhecimento Automático de Placa de Veículo (ALPR) da Capital em determinadas situações, como por exemplo a entrada ou saída do shopping de um veículo furtado ou roubado. Para Paim, a segurança é uma pauta prioritária desde o início de governo. “Mais do que promessa de campanha, essa é uma necessidade de todo cidadão. Entendemos que isso prejudica, inclusive, o movimento nos shoppings.”

“Avançamos muito na área de segurança com tecnologia de monitoramento, aproveitando as câmeras existentes do município, evoluindo nas câmeras de pardais, lombadas. Pretendemos avançar ainda mais com um projeto a ser desenvolvido em 2019. Queremos dar abrangência ao projeto com as câmeras privadas, criando um amplo sistema de segurança”, diz o diretor técnico da Procempa, Alexandre Horn.

Cátilo Cândido afirma que a Associação Brasileira de Shopping Centers demonstrou interesse em cooperar com o cercamento eletrônico do município. “Acreditamos que esse é um dos caminhos para melhorar a segurança. Estamos abertos a estabelecer uma parceria. Já detemos tecnologia de ponta em nossos estabelecimentos justamente para combater a marginalidade. Quanto mais seguros se sentirem o lojista e o consumidor, melhor para nós”, explica Cátilo.

Como encaminhamentos, o Executivo deve realizar um projeto piloto já em janeiro, com aplicação de testes em 30 dias, até que se possa integrar a totalidade dos shoppings no sistema da prefeitura. “Aqui estabelecemos uma discussão inicial para tornar Porto Alegre uma cidade mais segura. Entendemos que isso favorece também o desenvolvimento e o consumo”, conclui Paim.  

Também participaram da reunião os executivos dos shoppings Lindoia, Barra Shopping Sul e Bourbon, representantes de estacionamentos privados, o procurador-geral adjunto Nelson Marisco, os secretários municipais de Desenvolvimento Econômico, Eduardo Cidade, da Fazenda, Leonardo Busatto, da Segurança, Cláudia Rocha, de Planejamento e Gestão, adjunto Daniel Rigon, além de representante da EPTC. 

Cercamento Eletrônico – O sistema ALPR, de cercamento eletrônico de controle de vias da Capital, foi apresentado pela prefeitura em agosto deste ano, com a instalação de equipamentos focados no reconhecimento de placas de veículos. A prefeitura pretende, já no início do próximo ano, ampliar o cercamento com um maior conjunto de equipamentos, acrescentando análise facial, de comportamento e de objetos em pontos estratégicos da cidade. 

O sistema atuará na prevenção, identificação de delitos e investigações para operações de segurança e inteligência de dados. Por dia, o sistema monitora cerca de 700 mil veículos e recebe 18 mil diferentes tipos de alertas. 

Associação Brasileira de Shopping Centers – A Abrasce foi fundada há 40 anos para defender os interesses dos associados e colaborar para a disseminação de dados e levantamentos de mercado. Atualmente, abrange 584 shoppings do país, sendo 39 no Rio Grande do Sul e 18 em Porto Alegre. 

 

  

 

Marina Freitas

Andrea Brasil