Saúde

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada até 30 de junho

04/06/2020 08:28
Alex Rocha/PMPA
SAÚDE
Para evitar aglomerações, são mais de 100 locais disponíveis para imunização na Capital ​

Grupos prioritários da campanha contra a gripe agora têm até 30 de junho para se vacinar, já que o Ministério da Saúde prorrogou a data de término, prevista anteriormente para o dia 5. Como estão mais sujeitos a complicações após infecção do vírus influenza, pessoas do público-alvo que ainda não garantiram a proteção devem procurar as farmácias parceiras da prefeitura ou unidades de saúde. Para evitar aglomerações, são mais de 100 locais disponíveis (confira antes de sair de casa). Crianças devem ser imunizadas nas unidades de saúde para manter o acompanhamento do calendário e atualização das vacinas de rotina.

Registros do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) dessa segunda-feira, 1º, mostram que foram aplicadas 581,2 mil doses no público-alvo da campanha, que corresponde a 81,30% da meta geral de 715 mil pessoas em Porto Alegre. A ideia é ampliar a adesão de crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes e mulheres que tiveram bebês até 45 dias (puérperas). A meta da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é imunizar 81,3 mil crianças na faixa etária indicada na campanha, 12,5 mil gestantes e 2 mil puérperas (90% da estimativa populacional). 

As unidades de saúde estão preparadas para o atendimento, com a separação do público que chega para vacinação de pessoas que buscam o serviço por quadro de doença, conforme os protocolos de distanciamento e higienização do Ministério da Saúde. “Vivemos em um local que, comparado a outros, tem uma situação bem mais tranquila. Então, temos que ir aos postos de saúde, claro que de forma segura e responsável”, orienta o médico da Diretoria-Geral de Vigilância em Saúde, Juarez Cunha. O uso de máscara de pano é recomendado para adultos e crianças a partir de dois anos de idade.


Números da vacinação até 1º de junho: 

581.270 doses aplicadas (81,30% da meta geral de 715 mil pessoas)

Idosos - 264.009

Trabalhadores de saúde - 98.302

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (comorbidades) - 113.229

Crianças - 30.625

Gestantes - 4.163

Puérperas – 767

Pessoas com deficiência - 1.544

Forças de segurança e salvamento - 25.449 pessoas 

Trabalhadores do transporte coletivo - 6.046

Caminhoneiros - 1.743

Portuários – 506

Povos indígenas – 619

População privada de liberdade - 4.152 pessoas

Funcionários do sistema prisional - 1.174

Adultos de 55 a 59 anos - 23.316

Professores - 5.626

Os dados do SIPNI são parciais e sujeitos a revisão. 

Para mais informações sobre vacinação, clique aqui.

  

 

Vanessa Conte

Denise Righi

Acompanhe a prefeitura nas redes