Surdos poder√£o utilizar aplicativo para pedir socorro ao Samu

14/07/2023 09:17
Cristine Rochol / PMPA
Deficientes auditivos poder√£o utilizar aplicativo para pedir socorro ao Samu
Será possível transmitir imagens no local da ocorrência

Se pedir socorro ao Servi√ßo de Atendimento M√≥vel de Urg√™ncia (Samu) na Capital j√° foi uma grande dificuldade para surdos, a realidade a partir de agora √© outra. A Secretaria Municipal da Sa√ļde, por meio do Samu Porto Alegre, promove atualiza√ß√£o no aplicativo Chamar 192, que j√° poder√° ser acessado tamb√©m por esse p√ļblico em casos de emerg√™ncia.

O município de Porto Alegre foi pioneiro em instituir o sistema de socorro no Brasil, há quase 28 anos, baseado no modelo francês de assistência pré-hospitalar. O aplicativo está disponível desde 2021 para celulares com sistema Android ou iOS e é mais uma forma de agilizar o socorro a vítimas de acidentes ou outros chamados.

A comunica√ß√£o com o servi√ßo emergencial atrav√©s de mensagens curtas atender√° √†queles que estiverem em situa√ß√£o de perigo e impossibilitados, por uma condi√ß√£o f√≠sica, de realizar chamadas telef√īnicas. O servi√ßo deve responder imediatamente √† solicita√ß√£o, informando e orientando o solicitante tamb√©m por meio de mensagens curtas.

O coordenador do Samu em Porto Alegre, Fabiano Barrionuevo, explica que h√° possibilidade de transmiss√£o de imagem no local da ocorr√™ncia. ‚ÄúCom o pr√©-cadastro do solicitante o carregamento de dados como nome e endere√ßo √© autom√°tico em nosso sistema, desta forma agilizando o atendimento. √Č um apelo social de inclus√£o muito bacana, pois at√© ent√£o surdos n√£o conseguiam solicitar atendimento do Samu em eventuais intercorr√™ncias sem pedir ajuda de outras pessoas".

Depois de baixar o aplicativo, a pessoa deve fazer um cadastro informando os dados solicitados e ser portador de deficiência auditiva. Clica aqui para conferir como funciona essa nova função.

Principais etapas do servi√ßo via 192 - Primeiro atendimento: telefonista questiona a localiza√ß√£o do incidente. O telefonema √© encaminhado ao m√©dico regulador, que solicita informa√ß√Ķes do cidad√£o sobre a situa√ß√£o e define o suporte que ser√° encaminhado ao local do acidente, se necess√°rio. Depois passa para o atendimento inicial e resolu√ß√£o do problema, com encaminhamento para pronto-atendimentos, urg√™ncias e emerg√™ncias hospitalares. O tempo m√©dio varia conforme a gravidade, local, tr√Ęnsito ou disponibilidade de equipe, mas casos mais graves como parada card√≠aca, em m√©dia, √© de 15 minutos a partir de orienta√ß√Ķes gerais e deslocamento de Unidade M√≥vel (ambul√Ęncia) para atendimento no local.

Carolina Zeni

Andrea Brasil