Água e Esgotos

Dmae divulga serviços de limpeza de redes pluviais

28/05/2020 09:50
Cristine Rochol / PMPA
DMAE
De 18 a 24 de maio, foram limpos um total de 530 bocas de lobo e poços de visita

O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), com o apoio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb), divulga as ações de limpeza de bocas de lobo e poços de visita, bem como desobstrução de redes de drenagem executados na última semana. O objetivo é dar transparência aos serviços prestados pela prefeitura, possibilitando que a população auxilie na fiscalização do trabalho realizado pelo poder público. De 18 a 24 de maio, foram limpos um total de 530 bocas de lobo e poços de visita e 1.753 metros de tubulações foram desobstruídas nas zonas Centro, Norte, Leste e Sul.

O que são bocas de lobo - São equipamentos de drenagem, localizados em pontos convenientes, nas sarjetas, junto ao meio-fio, para captação das águas das chuvas. São construídas com materiais como alvenaria e concreto, redirecionando o esgoto pluvial às tubulações, que desembocam em arroios e rios. Porto Alegre possui mais de 39,4 mil(*) bocas de lobo.

O que são poços de visita - Popularmente conhecidos como bueiros, são dispositivos construídos na calçada ou na via e posicionados nos pontos de interligação de trechos de redes, mudanças de diâmetro, nível ou direção de tubulações, permitindo que as redes não rompam com a pressão da água da chuva, além de servirem como acesso para manutenção. A Capital tem mais de 77,4 mil poços de visita.

Desobstrução de redes pluviais - além de terra e areia, que são carregados pelas chuvas para o interior das redes de drenagem pluvial, nas tubulações é possível encontrar os mais diversos resíduos descartados irregularmente nas vias. São sacos plásticos, garrafas pet e de vidro, potes, entre outros. Para manter a fluidez da rede pluvial, diminuindo riscos de alagamentos ou rompimento das redes, a limpeza e desobstrução, dependendo do tamanho das canalizações, ocorre tanto de forma manual, com o auxílio de pás ou varas de metal, quanto com o uso de caminhão hidrojato, que, através de uma mangueira, libera água em pressão dentro da rede, empurrando os resíduos que são removidos pelas equipes. Em Porto Alegre, são mais de 2,8 mil quilômetros de redes pluviais, compostas por um conjunto de galerias pluviais e equipamentos de drenagem (poços de visita e bocas de lobo).

Confira os serviços executados de 18 a 24 de maio de 2020: 

rede pluvial

 

Rafaela Redin

Taís Dimer Dihl

Acompanhe a prefeitura nas redes