Desenvolvimento Econômico

Procon Porto Alegre elabora dicas para compras da Black Friday pela internet

27/11/2020 08:32

As compras pela internet se tornaram uma saída em meio à pandemia de coronavírus, tanto para os consumidores, como para os estabelecimentos. Seguindo esta tendência, a temporada deste ano da Black Friday, que acontece nesta sexta-feira, 27, deve focar suas vendas por este canal. Para auxiliar quem pretende aproveitar as promoções, o Procon Porto Alegre elaborou algumas recomendações para adquirir produtos com segurança.

A primeira dica é pesquisar em diferentes sites e observar as variações para fazer a escolha certa. Acompanhar os preços com antecedência é fundamental para evitar as gastos por impulso e fazer uma compra efetivamente vantajosa. Para evitar o endividamento, é importante que o consumidor saiba o quanto pode gastar nesta data, considerando os gastos com as festas do final do ano. É importante que haja um planejamento financeiro.

Para realizar as compras pela internet, muitos bancos oferecem a opção de criar um cartão de crédito virtual por aplicativo. Assim, é possível utilizá-lo para uma única compra, sem necessidade de cadastrar os dados do seu cartão físico. Esta ferramenta possibilita uma segurança maior em relação aos dados do consumidor.

Confira outras dicas:

Fique atento ao frete - É importante sempre olhar o valor do frete, as opções de modalidade de entrega/retirada do produto, assim como os prazos, para saber se o recebimento ocorrerá dentro do período que atenda às necessidades. 

Cuidado com anúncios fraudulentos – O consumidor deve ter cuidado redobrado nas promoções recebidas por e-mail, SMS, Whatsapp e nas publicidades realizadas nas redes sociais. É comum que hackers se aproveitem da desatenção ou inexperiência do consumidor e apliquem golpes, criando acessos por links que encaminham o consumidor para páginas falsas. Nesse caso, o hacker fica com o seu dinheiro e você sem o produto. Desconfie de promoções muito vantajosas que correspondam a um valor irrisório em comparação às demais lojas que vendem o mesmo produto.

Atenção aos domínios dos sites – Busque sempre digitar no navegador o site desejado para acessar com maior segurança. Verifique se a loja é confiável e se tem um site com ambiente seguro para compras. Dê preferência para aqueles que apresentam o ícone de um cadeado na barra de endereços. 

Troca de produto – Compras não presenciais garantem ao consumidor o direito de devolução da mercadoria, que deve ser realizada no prazo de até sete dias da data do seu recebimento. Já nas compras presenciais, a regra é outra. Quando o consumidor tem a possibilidade de analisar o produto, a obrigação e troca é restrita aos casos de defeito. Nos demais casos dependerá da política de troca da loja. Sempre pergunte antes de fazer a compra se é possível realizar a troca e qual o prazo. Peça que essa informação seja registrada na nota fiscal ou em cupom de troca afixado no produto. Em qualquer caso, guarde sempre a nota fiscal.

  

 

Fernanda Nudelman Schweigert/Supervisão: Juliane Soska

Taís Dimer Dihl

coronavirus-cartao-social.png

Acompanhe a prefeitura nas redes