Feiras do Peixe da Restinga e de Belém Novo têm expectativa de superar vendas de 2022

05/04/2023 16:24

  

Pedro Piegas / PMPA
Governança Local e Coordenação Política
Subprefeituras das regiões estão no apoio das feiras descentralizadas

A 21ª Feira do Peixe na Esplanada da Restinga e a 11ª Feira do Peixe de Belém Novo, no Extremo-Sul, começaram nesta quarta-feira, 5, e prosseguem até a Sexta-feira Santa, 7, das 8h às 20h. De acordo com a Secretaria Municipal de Governança Local e Coordenação Política (SMGOV), responsável pela realização, a expectativa é superar o número de vendas da edição anterior, que representou a retomada após dois anos de pandemia. 

Em 2022, as vendas dos pescados registraram 286.500 quilos no Largo Glênio Peres, 10.800 quilos na Esplanada da Restinga e 550 quilos em Belém Novo, totalizando 297.350 quilos com preço médio praticado de R$ 32,50 o quilo. O público das feiras no passado foi de cerca de 280 mil pessoas.

Pedro Piegas / PMPA
Governança Local e Coordenação Política
Eventos prosseguem até a Sexta-Feira Santa, das 8h às 20h

As subprefeituras da Região Restinga e Extremo-Sul estão no apoio das feiras descentralizadas. A Feira da Restinga conta ainda com a parceria da Appesul, atacadistas de pescados e artesanato local. Já a de Belém Novo tem apoio da comunidade, artesanato local e Secretaria Municipal, de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET).

A 243ª Feira do Peixe de Porto Alegre, realizada no Largo Glênio Peres, Centro Histórico, desde segunda-feira, 3, também se encerra no dia 7 e conta com a parceria da Colônia Z5 de Pescadores, Appesul e atacadistas de pescados, com apoio da subprefeitura Centro. São 40 bancas com opções de pescado fresco e congelado, além da tradicional gastronomia do evento representada pelo peixe na taquara, bolinho de peixe e peixe frito no palito.

 

Indaiá Dillenburg

Lissandra Mendonça

Acompanhe a prefeitura nas redes