Saúde

Campanha de vacinação contra gripe amplia público na terceira fase

07/05/2020 08:40
Anselmo Cunha / PMPA
SAÚDE
Poderão se vacinar também crianças, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas

A campanha de vacinação contra a gripe entra na terceira fase segunda-feira, 11, com a ampliação do público-alvo. A partir da próxima semana, poderão se vacinar também crianças de seis meses a menores de 6 anos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias. Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão, diabetes, problemas cardíacos e respiratórios, podem aproveitar até esta sexta-feira, 8, para procurar uma das 45 farmácias ou cerca de 100 unidades de saúde com tranquilidade, sem enfrentar filas (veja link). 
 
O Ministério da Saúde atualizou o cronograma da vacinação. A terceira e última fase, que ocorreria inicialmente entre 9 e 22 de maio, agora será de 11 de maio a 5 de junho, dividida em duas etapas, com cancelamento do Dia D de mobilização nacional. A primeira etapa começa na próxima semana e a segunda, em 18 de maio, com a vacinação dos demais grupos prioritários, adultos de 55 a 59 anos e professores.

A vacina não protege contra o novo coronavírus, mas evita complicações causadas pelos vírus Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem B/Victoria, que podem levar o paciente a internações hospitalares. A campanha foi prorrogada até 5 de junho.

Conforme dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) desta terça-feira, 5, 49,6 mil pessoas com doenças crônicas não transmissíveis foram vacinadas contra a gripe desde 16 de abril, quando teve início a segunda fase da campanha nacional. Na Capital, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) trabalha para atingir a meta de 173 mil pessoas vacinadas. Os dados mostram ainda que a prefeitura bateu mais uma meta, desta vez com relação à população indígena, com 540 pessoas vacinadas, superando a meta de 513 indígenas. 

Em Porto Alegre, o contingente populacional estimado pelo Ministério da Saúde é de 192.446 pessoas com comorbidades, 571 indígenas, 1.965 funcionários do sistema prisional e 4.424 pessoas da população privada de liberdade - adolescentes e jovens de 12 a 21 anos cumprindo medida socioeducativa. A meta é vacinar 90% desses totais. Com relação aos demais públicos, o órgão federal não especificou a estimativa populacional.  
 
Neste ano, a Prefeitura de Porto Alegre também superou as metas de vacinação em dois grupos prioritários: idosos, com 228,5 mil imunizados, e trabalhadores da saúde, com 100,3 mil doses aplicadas desde 23 de março. Na capital gaúcha, o contingente populacional estimado é de 213 mil idosos e 82,4 mil trabalhadores da saúde (295,4 mil pessoas). A meta do Ministério da Saúde, de vacinar 90% desses totais, foi atingida em 16 de abril. Foram vacinadas 328,9 mil pessoas desses públicos. 
 
Vacinação em Porto Alegre até 5 de maio:
 
Idosos – 228.545
Trabalhadores de saúde – 100.379
Doenças crônicas não transmissíveis (comorbidades) – 49.640
Forças de segurança e salvamento – 21.155
Trabalhadores do transporte coletivo – 3.207
Caminhoneiros – 737 
Portuários – 197
Povos indígenas – 540
População privada de liberdade – 1.318
Funcionários do sistema prisional – 955 
 
Os números são parciais e sujeitos a revisão.

Para mais informações sobre o coronavírus, clique aqui.

Veja aqui as últimas notícias sobre a pandemia

 

Vanessa Conte

Taís Dimer Dihl

Acompanhe a prefeitura nas redes