Saúde

Drive-thrus ampliam acesso à vacina contra gripe para grupos prioritários

27/05/2020 17:50
Robson da Silveira/SMS PMPA
SAÚDE
Serviço foi oferecido nesta quarta-feira em oito pontos instalados em diferentes regiões da Capital

A vacinação contra a gripe para grupos prioritários ocorreu em oito drive-thrus nesta quarta-feira, 27, em Porto Alegre. Os pontos instalados nas avenidas Protásio Alves,  Baltazar de Oliveira Garcia e na Praça Comendador Souza Gomes registraram maior movimento, com a aplicação de 600, 490 e 429 doses, respectivamente. Já os espaços dos bairros Santa Cecília, Tristeza, Passo d'Areia, Glória, Partenon e Belém Novo tiveram pouca procura e números que variaram de 130 a 230 aplicações.

A opção por oferecer drive-thrus é mais uma estratégia da prefeitura para ampliar o acesso à vacinação para grupos prioritários da campanha nacional, iniciada em 23 de março. Para evitar aglomerações, são mais de 150 locais disponíveis até 5 de junho (confira antes de sair de casa).

As crianças devem ser vacinadas nas unidades de saúde para manter o acompanhamento do calendário e atualizar as vacinas de rotina. Já os demais públicos podem se dirigir a uma unidade de saúde ou às farmácias parceiras do Município. 

Metas - Registros do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) mostram que foram aplicadas 566.996 doses nos grupos prioritários, 79,30% da meta geral de 715 mil pessoas. As metas de imunização de idosos acima de 60 anos e de trabalhadores de saúde (primeiros com acesso à vacina) foram ultrapassadas rapidamente, em 16 de abril. O quantitativo de doses para ambos, nesta quarta-feira, chegou a 262,5 mil e 99,2 mil, respectivamente, o que corresponde a 136,8% e 133,5% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde (90% da estimativa populacional).

Faltando poucos dias para o encerramento da campanha, em 5 de junho, foram vacinadas 27.141 crianças, 3.616 gestantes e 678 puérperas (mulheres que recém deram à luz). A adesão desses públicos precisa ser ampliada. O objetivo da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é imunizar 81,3 mil crianças de seis meses a menores de seis anos, 12,5 mil gestantes e 2 mil puérperas.  Os grupos prioritários da campanha estão mais sujeitos a complicações após a infecção pelo vírus influenza - por isso a importância da proteção da vacina. 

Números da vacinação até 27 de maio:

566.996 doses aplicadas (79,30% da meta geral de 715 mil pessoas)

Idosos - 262.570

Trabalhadores de saúde - 99.271

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (comorbidades) -  107.256

Crianças - 27.141

Gestantes - 3.616

Puérperas – 678

Pessoas com deficiência - 1.490

Forças de segurança e salvamento - 25.361 pessoas

Trabalhadores do transporte coletivo - 5.853

Caminhoneiros - 1.586

Portuários – 486

Povos indígenas – 614 pessoas

População privada de liberdade - 4.145 pessoas

Funcionários do sistema prisional - 1.167

Adultos de 55 a 59 anos - 21.181

Professores - 4.579

Os dados do SIPNI são parciais e sujeitos a revisão. 

Para mais informações sobre vacinação, clique aqui.

  

 

Vanessa Conte

Rui Felten

Acompanhe a prefeitura nas redes