Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Saúde

Inaugurado primeiro Caps Álcool e Drogas da Restinga-Extremo Sul

14/06/2019 16:24
Cesar Lopes/PMPA
EXECUTIVO
Novo Caps AD 3 é o primeiro da região e o quinto entregue pela prefeitura desde março

Foi inaugurado, na manhã desta sexta-feira, 14, o Caps Álcool e Drogas 3 (Caps AD) Restinga-Extremo Sul, o primeiro da região e o quinto entregue pela prefeitura desde março. A unidade será administrada pelo Instituto Brasileiro de Saúde, Ensino, Pesquisa e Extensão para o Desenvolvimento Humano (IBSaúde), credenciado através de edital de chamamento público.

Este é mais um passo na desestatização dos serviços públicos, conforme destaca o prefeito Nelson Marchezan Júnior. “É o conceito que estamos buscando para o município. Serviço público de qualidade não- estatal. Nesse sistema, se a empresa não cumpre o que está no contrato, não recebe”, explica.

Serão repassados ao IBSaúde R$ 227.759,33 por mês para o gerenciamento do Caps. O presidente do Instituto, José Eri Medeiros, enfatiza a confiança do município para a prestação desse tipo de serviço. “Assumimos aqui um compromisso com a sociedade. Este é mais que um Caps. É um projeto de vida, uma extensão da casa de cada um que trabalha aqui ou que busca atendimento”, afirma.
 

Cesar Lopes/PMPA
EXECUTIVO
No local, os pacientes terão atendimento de profissionais de várias especialidades

Atendimento - No Caps AD 3 Restinga/Extremo Sul, os pacientes terão acompanhamento de equipe multidisciplinar, incluindo psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais e educador físico. No local, haverá oficinas, grupos terapêuticos e acompanhamento diário, das 8h às 20h, para pessoas com problemas de consumo excessivo de álcool e drogas. Para os casos de necessidade de permanência noturna, estão disponíveis 12 camas. A unidade conta também conta com a parceria de voluntários do Centro de Valorização da Vida (CVV).

“A participação da comunidade mostra o quanto este espaço é relevante para a região”, diz o secretário municipal de Saúde, Pablo Stürmer. “Felizmente, estamos assegurando avanços na saúde, e queremos seguir nesse caminho”, diz ele, destacando a Clínica da Família José Mauro Ceratti Lopes e o Hospital Restinga Extremo-Sul, que ampliaram a capacidade de atendimento. Para o secretário, quando serviços de saúde estão próximos à comunidade, junto com atividades artísticas, culturais e educativas, é possível avançar e atender melhor às necessidades da população. 

Os serviços prestados no novo Caps fazem parte do Plano Municipal de Superação da Situação de Rua e do Plano Municipal de Saúde Mental de Porto Alegre. Os Caps AD são os principais pontos de encaminhamento para os diversos tratamentos de saúde existentes para dependência química, incluindo também acolhimento em comunidades terapêuticas conveniadas e leitos de internação hospitalar. A defensora pública do Estado, Josane de Almeida Heerdt, diz que, graças ao trabalho realizado nos Caps, a instituição não precisa mais recorrer a pedidos de internações compulsórias em muitos casos. “Este é um oásis no meio de tanta dificuldade. Um lugar bonito, novo e agradável, que recebe as pessoas com energia positiva, e isso faz muita diferença”, enfatiza.

Pela primeira vez na Capital, todos os oito distritos de saúde têm o próprio serviço de referência em álcool e drogas. Os distritos são Centro, Leste-Nordeste, Noroeste-Humaitá-Navegantes-Ilhas, Norte-Eixo Baltazar, Sul-Centro Sul, Glória-Cruzeiro-Cristal, Partenon-Lomba do Pinheiro e Restinga.

O vice-presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara Municipal, vereador José Freitas, comemora a abertura de mais este serviço. “É um sonho sendo realizado. Temos que continuar trabalhando para que todos os cantos da cidade tenham um espaço como este para vencer a epidemia do crack que atinge nossas crianças.”

Também participaram da inauguração o vice-prefeito Gustavo Paim; o secretário-adjunto de Saúde, Natan Katz; os vereadores Mauro Pinheiro, Hamilton Sosmeier, Dr. Goulart, Lourdes Sprenger, Nelcir Tessaro, José Freitas e Professor Wambert; e o diretor-geral do Hospital Restinga-Extremo Sul, Paulo Scolari; entre outras autoridades e representantes da comunidade.

TIPOS DE CAPS

Caps AD 2 - Sem leitos, funciona das 8h às 18h

Caps AD 3 –12 leitos, recebe pacientes até as 20h, abriga usuários no período noturno, 24 horas

Caps AD 4 - 20 leitos, com psiquiatra e atendimento 24 horas   

 

Elisandra Borba e Vanessa Conte

Taís Dimer Dihl