Habitação

Sancionada lei que prevê R$ 61,5 milhões para construir moradias

12/03/2020 15:22
Jefferson Bernardes/PMPA
SMIM
Cristal está entre os bairros que será beneficiado com o investimento

Mais 540 moradias serão construídas na Zona Sul de Porto Alegre com investimentos de R$ 61,5 milhões. A Lei 12.607, que autoriza a contratação dos recursos, foi sancionada pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior nesta quinta-feira, 12. O valor será utilizado para erguer três empreendimentos nos bairros Cristal e Camaquã, que vão atender a famílias em situação de vulnerabilidade que vivem às margens do Arroio Cavalhada, incluindo as vilas Icaraí I, Nossa Senhora das Graças e Ângelo Corso. A sanção já foi publicada no Diário Oficial de Porto Alegre.

O projeto, aprovado na Câmara dos Vereadores em setembro de 2019, teve o aval do Ministério do Desenvolvimento Regional e da Caixa Econômica Federal, e integra o Programa Atendimento Habitacional através do Setor Público (Pró-Moradia). A medida também resulta da retomada da capacidade de investimento do Município, que, após as reformas estruturais, recuperou o crédito para financiamentos. “Ao arrumar as contas, retomamos a credibilidade com as instituições financeiras para ajudar as pessoas a saírem da situação de risco para empreendimentos com urbanização adequada”, enfatiza Marchezan.

O próximo passo é o Departamento Municipal de Habitação (Demhab) fazer o chamamento público das empresas interessadas em assumir as construções e o trabalho técnico social. Das 540 unidades, serão 200 no condomínio Coronel Claudio, no Cristal; 160 no condomínio Tamandaré I e 180 no Tamandaré II, ambos no Camaquã.

As moradias atenderão prioritariamente a famílias remanescentes do Programa Integrado Socioambiental (Pisa). Também estão previstas obras como instalação de rede de abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem pluvial, rede de distribuição de energia e iluminação pública. “Este é mais um importante passo para reduzirmos o déficit habitacional de Porto Alegre. Com esses recursos, conseguimos concluir mais uma etapa do Pisa e melhorar o traçado viário da região. O resultado é mais qualidade de vida à população desses bairros”, finaliza o superintendente de Habitação e Ação Social  do Demhab, Emerson Corrêa.

 

Gonçalo Valduga

Taís Dimer Dihl

coronavirus-cartao-social.png

Acompanhe a prefeitura nas redes