Transporte e Circulação

Fiscalizações em ônibus, garagens e terminais chegam a mais de 23 mil desde início da pandemia

30/07/2020 08:04
Maria Ana Krack/PMPA
TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO
Ações verificam cumprimento de regras como limite de passageiros e uso de máscaras

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, em março, já foram realizadas em Porto Alegre 23.414 fiscalizações em ônibus municipais, intermunicipais, garagens e terminais. As operações diárias, feitas por agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) verificam o cumprimento das medidas de higienização e prevenção à Covid-19 estabelecidas pela prefeitura. Entre elas, estão a tabela horária de serviço dos coletivos, capacidade máxima de passageiros, obrigatoriedade de uso de máscaras por usuários e pela tripulação, circulação com janelas abertas e disponibilização de álcool gel.

Entre 18 de março e a última semana, foram feitas 16.903 fiscalizações em ônibus municipais. Neste total, ocorreram 793 autuações por descumprimento de tabela horária, 318 por falta de uso de máscaras de proteção e 176 por excesso de passageiros. Diariamente, os agentes também vão às garagens das empresas e aos terminais de ônibus de maior circulação de pessoas para inspecionar a higienização dos veículos.

“Essas operações são de extrema importância desde o início da pandemia. Precisamos garantir a segurança daqueles que precisam sair de casa e dependem do transporte coletivo para isso. As medidas de prevenção ao vírus precisam ser cumpridas rigorosamente para que seja possível evitar o contágio”, enfatiza o diretor-presidente da EPTC, Fabio Berwanger Juliano. Além da fiscalização nos ônibus, as equipes vistoriam a situação de lotações e táxis. Desde 18 de março, houve 8.060 operações nesses dois modais, com apenas quatro autuações. 

Avaliação - Em quatro meses de pandemia, foram realizadas 1.038.715 viagens de ônibus, somando 27.964.522 passageiros transportados e um total de 1.649 reclamações decorrentes de algum descumprimento de medida. “O nosso trabalho é diário para assegurar que o transporte coletivo seja seguro para todos os usuários. Analisando os dados, o número de reclamações é pequeno diante das mais de 1 milhão de viagens até o momento. Podemos concluir, então, que as nossas operações têm tido grande efeito positivo”, afirma o diretor de operações da EPTC, Paulo Ramires.

A prefeitura analisa diariamente a demanda e oferta do transporte coletivo para realizar os ajustes necessários nas tabelas, com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço. Denúncias sobre descumprimento das medidas, falta de viagens ou sugestões devem ser encaminhadas pelo telefone 118.

“Precisamos da colaboração dos cidadãos para mantermos um bom trabalho. De qualquer forma, reforçamos o pedido da prefeitura para que quem possa ficar em casa, fique. A diminuição da circulação de pessoas na cidade e a adesão ao isolamento social são fundamentais para frear o avanço do coronavírus”, reitera Juliano.
 

Para mais informações sobre o coronavírus, clique aqui.

Veja aqui as últimas notícias sobre a pandemia.

  

 

Ana Parise (estagiária), com supervisão de Gabriela Duarte

Denise Righi

Acompanhe a prefeitura nas redes