Executivo

Prefeitura começa implantação da plataforma Córtex na rede municipal

04/06/2020 17:16
Adriano Amaral/SMED PMPA
EDUCAÇÃO
Ferramenta vai beneficiar 40 mil alunos de 58 escolas

A prefeitura já deu início às atividades de formação via internet para a implantação da plataforma Córtex nas escolas municipais e comunitárias de ensino fundamental. A ferramenta digital, apresentada terça-feira, 2, será utilizada para o ensino remoto durante o período de isolamento social provocado pela pandemia de coronavírus e após a retomada das atividades presenciais - ela proporciona a interação entre pais, alunos e professores. “A relação entre professor e aluno é insubstituível nos processos de aprendizagem. Com essa ferramenta, oferecemos um meio para que todos estejam engajados durante o período de isolamento social e sigam integrados e comprometidos após a retomada das aulas”, explica o secretário de Educação, Adriano Naves de Brito. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Outros encontros virtuais já foram realizados com o corpo de diretores, um deles sob a condução do secretário, logo após o anúncio, e outro na quarta-feira, também com as direções. Nesta manhã, a reunião contou com a presença dos supervisores pedagógicos e a equipe pedagógica da Smed. Demais videoconferências estão programadas para as próximas semanas.

Além do suporte fornecido pela própria Córtex, os educadores poderão contar com grupos de apoio na secretaria para resolução de dúvidas. “Temos o desafio de conectar 40 mil alunos e pretendemos fazer isso juntos, buscando soluções conjuntas.”, destaca a diretora pedagógica da Smed, Maria Claudia Bombassaro.

O uso da ferramenta não terá custos para o Município. O valor será custeado por doação dos empresários Jorge Gerdau Johannpeter e Klaus Gerdau Johannpeter, do Grupo Gerdau. O investimento é de R$ 1,23 ao mês por aluno. A prefeitura irá pagar pelo pacote de dados de internet utilizado pelos alunos. Conforme pesquisa da Smed, mais de 95% dos estudantes têm pelo menos um telefone celular em casa. Os casos específicos de problemas de acesso à plataforma terão soluções alternativas. Os alunos que não tiverem acesso à plataforma não terão prejuízo de aprendizagem, já que poderão recuperar o conteúdo posteriormente, de forma presencial.

Funcionalidades:
    - Chamada / lista de presença
    - Envio de conteúdo
    - Recebimento de atividades
    - Avaliações
    - Envio de mensagens, inclusive pela Smed
    - Registro de atividades / diário de classe

Leia mais:
Prefeitura lança plataforma digital de Educação para o ensino fundamental

Para mais informações sobre o coronavírus, clique aqui.
Veja as últimas notícias sobre a pandemia.

 

 

 

Cristina Lac

Fabiana Kloeckner

Acompanhe a prefeitura nas redes