Meio Ambiente e Sustentabilidade

Porto Alegre terá novo Inventário de Gases de Efeito Estufa

22/09/2020 10:55
Jefferson Bernardes/Arquivo PMPA
COMUNICAÇÃO
Inventário objetiva identificar e quantificar todas as fontes emissoras de GEEs oriundas da ação humana

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançou edital, no final da tarde de segunda-feira, 21, para selecionar a consultoria que será responsável por desenvolver o 2º Inventário Municipal de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) de Porto Alegre. 

A elaboração do documento é parte do projeto de cooperação técnica internacional POA 2030, Inovadora, Integrada, Resiliente e Sustentável, que promove o cumprimento dos chamados Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Eles representam um conjunto de 17 metas globais, estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas, incluindo a questão climática.

Os principais objetivos do inventário são realizar a identificação e a quantificação de todas as fontes emissoras de GEEs oriundas das atividades antrópicas – ou seja, decorrentes da ação humana – no meio urbano.  A partir dos dados revelados, vai ser possível definir ações específicas para minimizar os seus efeitos nocivos e melhorar a qualidade do meio ambiente.

Além disso, as informações também irão subsidiar o monitoramento e a evolução das emissões ao longo dos anos, fundamentando o processo de planejamento e auxiliando na formulação de políticas públicas. São os casos das ações vinculadas à Política de Sustentabilidade e Enfrentamento das Mudanças Climáticas de Porto Alegre e ao processo de revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental (PDDUA).

Mudanças climáticas − A concentração dos GEEs na atmosfera vêm contribuindo para a ocorrência de mudanças climáticas de alto impacto. Só as cidades são responsáveis por até 70% destas emissões. 

Em um cenário como este, entender o estado atual dos níveis de emissão e suas respectivas fontes em diversos setores (energia, processos industriais, resíduos sólidos, agricultura, florestas e outros usos de solo) é fundamental para a gestão de riscos e identificação de oportunidades de redução, aprimoramento regulatório e antecipação de medidas. 

 

Daniela Pin

Taís Dimer Dihl

volta às aulas em porto alegre

Acompanhe a prefeitura nas redes