Cultura

Poa Em Cena: último dia de inscrição para atividades formativas

20/08/2018 09:35
Imitating the Dog / Divulgação PMPA
Poa Em Cena
Grupos internacionais e nacionais irão realizar oficinas, workshops e residências

Oficinas, workshops, residências e debates com entrada franca fazem parte das atividades formativas do 25º Porto Alegre Em Cena. Para as cinco oficinas e residências da programação, os interessados devem realizar inscrição prévia, até esta segunda-feira, 20. É necessário enviar um e-mail para inscricaoemcena@gmail.com, com o nome da atividade desejada no assunto da mensagem, que deve incluir também uma carta de intenção e um breve currículo do candidato. É possível solicitar inscrição para mais de uma atividade. A divulgação dos selecionados será feita na quinta-feira, 23 de agosto. 

Não é necessário fazer inscrição prévia para os debates do ciclo Reflexões Em Cena, que vão discutir temas como imigração, fake news, interdisciplinaridade e o próprio cenário atual das artes cênicas. Mais informações estão disponíveis no site do Em Cena e pelo telefone (51) 3289-8172.

As atividades formativas têm ênfase especial na 25ª edição do Porto Alegre Em Cena. Ao longo da programação, grupos internacionais e nacionais convidados para o festival irão apresentar também oficinas, workshops e residências, oferecendo possibilidades de interação e aprendizado com os artistas do cenário local (veja detalhes abaixo).

Essa agenda começa antes mesmo da abertura oficial do Em Cena, marcada para 11 de setembro. No dia 6, o Grupo Experimental de Recife (PE) inicia o trabalho de residência Pontilhados, que vai buscar histórias nas ruas de Porto Alegre, processo que irá culminar com apresentações no Centro Histórico, entre os dias 19 e 21. No dia 8, começa o workshop A noite dos mortos-vivos, com Morven Macbeth e Marco Turcich, integrantes do grupo britânico imitating the dog. Outro destaque é a oficina de internacionalização de projetos, com a artista e produtora croata Iva Horvat, a partir do dia 13.

Porto Alegre Em Cena - A 25ª edição do Porto Alegre Em Cena propõe uma reflexão sobre o Brasil, reunindo grupos e espetáculos locais, nacionais e internacionais, entre os dias 11 e 23 de setembro. Diferentes palcos da cidade vão receber 49 espetáculos de dança, teatro e música, além de atividades paralelas e formativas. 

O tema geral do Em Cena será o Brasil, contemplando questões históricas, étnicas e culturais. “Queremos discutir o Brasil de forma abrangente. Isso envolve a África, a Europa, a América, o interior do Brasil, os índios, o território, a democracia e a história. Queremos discutir território, imigração, enfim, essa formação de Brasil, de quem somos nós”, explica o coordenador-geral do festival, Fernando Zugno. 

O coordenador-geral observa que essa reflexão é evidente nos espetáculos nacionais programados, como Grande Sertão: Veredas e A tragédia e comédia latino-americana (dos diretores Bia Lessa e Felipe Hirsch, respectivamente), mas também está presente nas atrações internacionais – como a montagem chilena 40 mil kms, que aborda a questão da imigração, e a performance interativa Home Visit: Brasil em Casa, do grupo alemão Rimini Protokoll, que discute aspectos da identidade cultural brasileira.

Abertura - O show de abertura será do grupo instrumental Höröyá, no dia 11, a partir das 21h, no Theatro São Pedro. O grupo explora estilos como o afrobeat, o samba, o jazz e o funk. O evento terá como convidados músicos e dançarinos de países como Senegal e Guiné. 

Ingressos - Os ingressos, com preços a partir de R$ 10, começam a ser vendidos em 1º de setembro, na bilheteria oficial (no BarraShoppingSul, em frente à antiga Fnac) e no site uhuu.com/poa-em-cena. Haverá pré-venda para algumas das atrações a partir de 15 de agosto. Veja as informações sobre os ingressos

Destaques: Os espetáculos 40 mil kms e Home Visit representam importantes inovações no formato do Em Cena. O primeiro será a estreia no festival do chamado teatro documental. O elenco inclui pessoas de várias nacionalidades que não são atores e trazem relatos reais sobre suas experiências de imigração. O segundo aposta em um formato fora do convencional: a ação não é realizada em teatros, mas em casas previamente definidas, com a plateia (limitada a 15 pessoas por sessão) envolvida em um jogo interativo com os atores. 

Outras duas atrações internacionais participam do festival: a Bergman Affair – concebido pelo ator e diretor francês Serge Nicolaï e pela atriz italiana Olivia Corsini, ambos do grupo Theatre du Soleil – terá sessões no Teatro Renascença e também uma oficina. Do grupo inglês Imitating the Dog, a performer Morven Macbeth e o técnico Marco Turcich irão desenvolver, com artistas locais, uma oficina inspirada no filme A noite dos mortos vivos (1968), e o resultado será apresentado na Sala Carlos Carvalho.

Entre os espetáculos nacionais, Grande Sertão: Veredas e A tragédia e comédia latino-americana trazem à cidade elencos repletos de nomes consagrados, como Caio Blat, Caco Ciocler e Julia Lemmertz. A companhia brasileira de teatro apresenta a peça Preto, que discute a questão racial a partir do ponto de vista de uma mulher negra. O Nordeste aparece em encenações vindas do Ceará (Interior e Nossos Mortos) e de Pernambuco (Zambo, Breguetu e Pontilhados).

Do cenário local, a programação inclui os dez espetáculos selecionados para concorrer ao Prêmio Braskem em Cena – A Mulher Arrastada, Chapeuzinho Vermelho, Dilúvio MA, Espalhem Minhas Cinzas na EuroDisney, Hiato, Imobilhados, Pequeno Trabalho para Velhos Palhaços, Qual a diferença entre o charme e o funk?, Teatro dos Seres Imaginários e Vincent. A cerimônia de entrega do prêmio será em 23 de setembro, às 21h, no Teatro Renascença. Além dessas peças, também estão programados os espetáculos locais Fome e Caverna. 

A programação inclui ainda cinco edições da Sessão Maldita, à meia-noite, no Centro Municipal de Cultura, incluindo uma performance comemorativa dos 40 anos do grupo Ói Nóis Aqui Traveiz, e três shows musicais no Agulha, com o cantor Filipe Catto, a cantora e compositora Maria Beraldo e o espetáculo Sambas do Absurdo.

Encerramento - O 25º Porto Alegre Em Cena vai encerrar a programação com Epílogo, a nova montagem de O Rei da Vela, de Zé Celso Martinez Corrêa. Estão programadas duas apresentações nos dias 20 e 21 de outubro, no Teatro do Sesi. A peça foi escrita em 1933 pelo poeta Oswald de Andrade. O texto virou peça e teve a sua primeira montagem com direção de Zé Celso, em 1967. 

Histórico - A primeira edição do Porto Alegre Em Cena foi lançada em 1994. Desde então, o festival oferece anualmente cerca de 50 espetáculos a preços populares, em praças públicas, teatros e espaços alternativos. A cada edição, o Porto Alegre Em Cena atrai uma média de 100 mil espectadores. Nesses 25 anos, já trouxe para a cidade artistas como Peter Brook, Hanna Schygulla, Denise Stoklos, Paulo Autran, Tônia Carrero, La Fura del Baus, Philip Glass, Zé Celso, Fernanda Montenegro e muitos outros. 

O 25º Porto Alegre em Cena é uma realização do governo federal, através do Ministério da Cultura, e da Prefeitura de Porto Alegre. O patrocínio master é da Braskem e o patrocínio é de Panvel Farmácias, BarraShoppingSul e Multiplan. Os agentes culturais são a Primeira Fila Produções e a Leão Produções. Apoio institucional do Grupo RBS, TVE e FM Cultura. Apoio cultural do Programa Pontes (uma parceria da Oi Futuro com o British Council), Vitlog, Sesc - Sistema Fecomércio e Theatro São Pedro. O festival conta com financiamento Pró-cultura RS, mecanismo de incentivo à cultura da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul.

Atividades formativas – 25º Porto Alegre Em Cena (gratuitas)

Residência: Pontilhados (20 vagas)
Atividade com o Grupo Experimental de Recife (PE)
Dias 6 a 13, das 13h às 18h, na Sala Cecy Frank (CCMQ)
Inscrições: (81) 98236-3777 ou grupoexperimentalrecife@gmail.com

Residência: Night of the living death redux (20 vagas)
Workshop A noite dos mortos-vivos, com Morven Macbeth e Marco Turcich (do grupo imitating the dog)
Dias 8 a 17, das 14h às 18h, na Sala Carlos Carvalho (CCMQ)

Workshop: L’ator, o atleta de sentimento (20 vagas)
Com Serge Nicolaï e Olivia Corsini
Dias 11 e 13, das 9h às 12h, na Sala de Música do Multipalco (TSP)

Oficina de dança senegalesa (30 vagas)
Com Ibrahima Sarr (Höröyá)
Dia 12, das 15h às 16h30, na Sala Álvaro Moreyra

Oficina: Como internacionalizar o seu projeto – Mercados e estratégias em Artes Cênicas (20 vagas)
Com Iva Horvat (Art Republic/Barcelona)
Dias 13 a 17, das 9h30 às 13h30, na Teatraria3 (Andradas, 665)
 
Reflexões Em Cena (entrada franca, sem necessidade de inscrição)

Diálogo Imigrações I: A formação de uma nova nação (África) *
Mediação: Jessé Oliveira
Participação: Grupo Höröyá, convidados do Centro ítalo Brasileiro de Assistência e Instrução às Migrações (Cibai) e Alice Becker Lewcowicz, representante da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)
Dia 12, às 11h, no saguão do Centro Municipal de Cultura

Conferência: Internacionalização das artes cênicas 
Com Iva Horvat (Art Republic/Barcelona)
Dia 12, às 18h, na Sala Álvaro Moreyra

Diálogos com os curadores
Apresentação: Fernando Zugno
Participação de integrantes dos núcleos dos festivais e de curadores internacionais
Dia 13, 15h, no saguão do Centro Municipal de Cultura

Conversa com Felipe Hirsch
Dia 14, às 11h, no Teatro Renascença 

Debate: O Brasil e a indústria de fake news *
Participação: Cláudia Laitano, Juremir Machado da Silva e André Pase 
Dia 14, às 15h30, no saguão do Centro Municipal de Cultura

Interdisciplinaridade, o diálogo das artes *
Mediação: Adriana Boff
Participação: Bia Lessa, Chico Machado e Andressa Cartegiani
Dia 15, às 11h, no saguão do Centro Municipal de Cultura

Um olhar sobre Grande Sertão: Veredas
Mediação: Cláudia Laitano
Participação: Kathrin Rosenfield e Suzana Iankilevich Golbert (SPPA) 
Dia 17, às 15h, no saguão do Centro Municipal de Cultura

Os rumos do teatro brasileiro *
Mediação: Fábio Prikladnicki
Participação: Antônio Hohlfeldt, Marcelo Adams, Paulo Flores e integrantes da companhia brasileira de teatro
Dia 18, às 15h, no saguão do Centro Municipal de Cultura
Com tradução e interpretação para a Língua Brasileira de Sinais (Libras)
 
Videoconferência com Stefan Kaegi
Dia 19, às 18h, no Instituto Goethe

Diálogo Imigrações II: A formação de uma nação (América Latina) *
Mediação: Tânia Farias 
Participação: atores da peça 40 mil quilômetros, convidados do Cibai e Carlos Augusto Ferrari Filho (SPPA)
Dia 19, às 15h, no saguão do Centro Municipal de Cultura

Debate: Diálogos do Sul e Nordeste *
Mediação: Fernando Zugno
Participação: Adriane Mottola, Airton Tomazzoni, Inês Maroco, Mônica Lira e integrantes do Grupo Teatro Máquina (CE)
Dia 20, às 15h, no saguão do Centro Municipal de Cultura
Com tradução e interpretação para a Língua Brasileira de Sinais (Libras)

Veja a íntegra das programação:
Espetáculos, Reflexões Em Cena e Atividades Formativas  

Denise Righi

Acompanhe a prefeitura nas redes