Saúde

Chatbot do coronavírus já recebeu mais de 30 mil sessões de consultas

20/05/2020 10:38
Arte/Comunicação/PMPA
COMUNICAÇÃO
Chatbot está disponível no site da prefeitura

Lançado em 9 de abril, com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre a Covid-19, o chatbot “CoviBot POA” já registrou mais de 30 mil sessões de consultas - em que os usuários enviaram mensagens ou receberam respostas a questões associadas à pandemia. Somente por parte de usuários, já foram mais de 15 mil perguntas. A maior parte dos acessos ocorre durante a semana, quando a ferramenta interativa registra picos de quase 400 consultas diárias. Já nos finais de semana, o movimento cai para a média de 180. Ao todo, mais de 45 mil respostas já foram direcionadas ao cidadão.

Segundo o secretário municipal de Saúde adjunto, Natan Katz, a ferramenta tem servido como instrumento de orientação, adequando a busca de pacientes para os serviços de saúde. "É importante que a população receba a informação correta sobre como buscar ou acessar os serviços de saúde, além de orientações adequadas sobre como agir nas mais diversas situações", afirma.

Criado a partir de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a Procempa e a empresa 4ALL, o CoviBot está disponível em todas as páginas do site da prefeitura. Com base em dados oficiais, a ferramenta responde de forma automática as perguntas feitas pelos usuários. Até o momento, os termos mais pesquisados foram “vacina influenza”, com 20% dos acessos, seguido de “vacina” e “tratamento Covid-19”, ambas com 9%, e informações gerais sobre o coronavírus, com 7%.

Conforme o diretor-técnico da Procempa, Alexandre Horn, a ferramenta também identifica os termos e temas mais pesquisados - o que auxilia na produção e melhoria do conteúdo. “Quando identificamos temas novos recorrentes, o chatbot gera um relatório de sugestões que são incluídas na ferramenta para a equipe da Secretaria Municipal de Saúde validar as melhorias continuamente", explica. Assim, o chatbot é capaz de “aprender” novas informações a partir das perguntas feitas pelos cidadãos aplicadas a ferramenta, melhorando respectivamente a qualidade das respostas.

Em alguns casos, o CoviBot direciona para o site que detém informações mais detalhadas sobre cada tema. Se o usuário perguntar onde a vacina da gripe está disponível, por exemplo, a ferramenta pode direcioná-lo para a página correspondente. O mesmo ocorre caso a questão esteja ligada a qualquer outro assunto da prefeitura - não por acaso, entre os termos mais procurados aparecem o IPTU e informações sobre transporte coletivo. Todo o trabalho é feito em sintonia com a Ouvidoria da prefeitura e com a equipe do 156. Importante também citar, que o Bot nasceu para auxiliar o cidadão, com informações específicas ao enfrentamento do problema de saúde pública. Questões orientadas a outros serviços online e/ou presenciais, podem ser obtidas acessando a Carta de Serviços de Porto Alegre, na Central do Cidadão.

Chatbot para quem tem sintomas - Além do CoviBot POA, a prefeitura oferece um segundo robô específico para orientar quem vem apresentando os sintomas do novo coronavírus. Por meio do site, é possível fazer uma uma avaliação rápida e saber em qual local buscar atendimento. A tecnologia é resultado de uma parceria entre as empresas Zenvia e Neoway, além do TelessaúdeRS-UFRGS e da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre. A base de geolocalização das unidades de saúde se ampara em dados do Ministério da Saúde, que foram aprimorados pela Neoway.


Para mais informações sobre o coronavírus, clique aqui.
Veja as últimas notícias sobre a pandemia.

 

Andreas Müller

Fabiana Kloeckner

coronavirus-cartao-social.png

Acompanhe a prefeitura nas redes