Defesa Civil

Defesa Civil de Porto Alegre prorroga alerta de inundação até quarta-feira

13/07/2020 12:56
Luiz Adriano Madruga / PMPA
Desenvolvimento Social
Abrigo montado pela prefeitura recebe famílias atingidas pelas chuvas

A Defesa Civil de Porto Alegre, com base no monitoramento hidrológico da Sala de Situação (Sema/RS), prorrogou o alerta de inundação na Região do Arquipélago até esta quarta-feira, 15. Conforme o órgão, os principais rios das bacias da metade Norte do Estado encontram-se em declínio, afetando a rotina das comunidades ribeirinhas do Lago Guaíba. A decisão foi tomada, após reunião da Comissão Permanente de Atuação em Emergências (Copae) realizada na manhã desta segunda-feira, 13. 

A Defesa Civil e a Copae, composta por órgãos municipais e instituições parceiras (Corpo de Bombeiros Militar e CEEE), deverão dar continuidade as providências previstas no Plano de Contingência de Enchentes, priorizando a integridade física das pessoas e cumprindo os protocolos de contenção da propagação do novo coronavírus. 

A prefeitura segue em alerta para atender as famílias ribeirinhas. Um total de seis famílias (15 pessoas) estão no abrigo emergencial do Município, montado na Escola Estadual Alvarenga Peixoto, na Ilha dos Marinheiros. O local foi preparado para receber os desabrigados e oferece quatro refeições diárias, além de cobertores, roupas e materiais de higiene. Equipes da Defesa Civil do Município e da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) estão no abrigo 24 horas acolhendo as pessoas e organizando os espaços para que seja respeitado o distanciamento social. Na escola estão reservadas dez salas de aula, cozinha, dois banheiros com chuveiro quente e uma sala administrativa. A coordenação geral da ação fica sob a responsabilidade da Copae. 

No caso de emergência, ligue para Defesa Civil (199) ou Corpo de Bombeiros (193).

Leia mais: Abrigo montado pela prefeitura recebe famílias atingidas pela cheia

Camila Ferro

Denise Righi

coronavirus-cartao-social.png

Acompanhe a prefeitura nas redes