Prefeitura busca minimizar transtornos causados pelo temporal nos serviços de saúde

17/01/2024 17:06

O temporal afetou diversos serviços de saúde da Capital, exigindo restrição devido a alagamentos, destelhamento, falta de energia, água, telefone ou internet. Mais de 80 unidades de saúde foram afetadas pela chuva e precisaram fechar as portas às 15h. Confira aqui as unidades fechadas. As 16 unidades de saúde que atendem até as 22h, bem como a farmácia distrital da Restinga, encerrarão o expediente excepcionalmente às 19h (confira a lista aqui). A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) segue realizando o levantamento dos danos em cada local de forma a organizar a contingência de cada um.

Serviços de urgência e emergência também registram medidas de contingência junto ao poder público. Dos hospitais de Porto Alegre, o mais afetado foi o São Lucas da PUC, com destelhamento em três andares e avarias, além de alagamentos na emergência e no Centro Diagnóstico por Imagem. Estão inoperantes 32 leitos que atendem o Sistema Único de Saúde (SUS): 30 leitos clínicos e dois de UTI.

Em função do volume de água, o Hospital de Pronto Socorro (HPS) foi afetado com retorno da rede de esgoto, gerando alagamentos na emergência e no 5º andar. O hospital segue sem energia elétrica, funcionando com gerador, mas sem prejuízo aos pacientes.

A ventania da noite de terça-feira também deixou vidros quebrados do auditório do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, além de pontos de alagamentos. Apesar dos estragos, a parte assistencial não foi prejudicada.

Instituto de Cardiologia (ICFUC), Hospital Vila Nova, Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul (PACS) e Pronto Atendimento em Saúde Mental (PESM) IAPI e Santa Casa ainda estão sem energia elétrica e registram pontos de alagamento. O Hospital Independência, HVN e PACS também estão sem água.

Unidade móvel - As atividades da unidade móvel de saúde foram suspensas nesta quarta-feira, 17, no bairro Humaitá, e na quinta-feira, 18, no bairro Anchieta. Nova programação será divulgada em breve. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) segue funcionando e pode ser acionado pela população através do 192.

Leia mais:
Estragos do temporal prejudicam serviços municipais
Retorno da energia é essencial para retomada do abastecimento de água
Melo afirma que prioridade é restabelecer energia e água
Forte temporal atinge Porto Alegre
Porto Alegre entra em alerta devido à possibilidade de forte chuva na Capital

Carolina Zeni

Gilmar Martins

Acompanhe a prefeitura nas redes