ūüö® Aten√ß√£o: Desativa√ß√£o das Armadilhas (MosquiTRAP) ūüö®

Em razão da enchente que assolou nosso Estado e a cidade de Porto Alegre, a equipe de monitoramento das armadilhas está impossibilitada de executar suas visitas semanais aos imóveis que possuem dispositivos tipo MosquiTRAP (armadilhas para monitoramento do Aedes aegypti).

Pedimos aos munícipes, por gentileza, façam a desativação do artefato.

Para desativá-lo, basta virar o dispositivo a fim de eliminar a água de seu interior. Assim que possível, retornaremos à rotina e reativaremos os dispositivos.

Para d√ļvidas e/ou esclarecimentos, entre em contato no telefone (51) 99988-2655.

Mapa do Aedes

No mapa acima, acompanhe em tempo real a condição das armadilhas de monitoramento. Cada círculo é uma armadilha. Armadilha com fundo azul aguarda vistoria; verde, não houve captura de fêmeas de Aedes aegypti na semana; amarela, uma fêmea; laranja, duas fêmeas; e vermelha, três fêmeas ou mais.

Infestação

Entre os dias 21/04/2024¬†e 27/04/2024¬†(semana¬†epidemiol√≥gica 17/2024), o √ćndice M√©dio de F√™meas de¬†Aedes aegypti¬†(IMFA) esteve no n√≠vel CR√ćTICO, com √≠ndice 0,9¬†(Gr√°fico abaixo). Foram coletadas 792¬†f√™meas em 377 armadilhas das 880 vistoriadas, representando 42,84%¬†das armadilhas positivas para o mosquito.

Clique no Gráfico abaixo para visualização ampliada.

 

 

IMFA SEMANA 17_0.png

Acompanhe aqui a evolu√ß√£o do¬†√ćndice M√©dio de F√™meas de¬†Aedes aegypti¬†(IMFA) SE 01 a 17 (semanas 18 e 19 n√£o tiveram gera√ß√£o de mapa, devido √† enchente que atingiu a cidade de Porto Alegre):

*Utilizamos a defini√ß√£o de caso importado conforme o Guia para Investiga√ß√Ķes de Surtos ou Epidemias, do MS, de 2018, que estabelece que o caso √© importado quando contra√≠do fora da zona onde se fez o diagn√≥stico. A contabiliza√ß√£o de casos importados feita pela equipe da Vigil√Ęncia Epidemiol√≥gica de Porto Alegre diferencia casos importados que s√£o de mun√≠cipes, ou seja, residem em Porto Alegre, de casos nos quais os infectados n√£o residem na cidade, portanto pode haver diferen√ßa de casos importados nos nossos meios de divulga√ß√£o.

Acompanhe a situação do IMFA nos bairros monitorados com armadilhas aqui. 

Monitoramento dos bairros das semanas epidemiológicas anteriores: SE01, SE02, SE03, SE04, SE05, SE06, SE07, SE08, SE09, SE10, SE11, SE12, SE13, SE14, SE15 e SE16.

Monitoramento dos bairros das semanas epidemiológicas de 2023.

Para compreender os conceitos de índices de infestação clique aqui.

Acesse o Boletim Informativo da Dengue #11/2024 - SE 01 a 19/2024

Para edi√ß√Ķes anteriores, acesse esta se√ß√£o do site.

Para saber mais sobre dados da dengue na cidade, acesse o BI de Arboviroses da cidade. Explore a ferramenta clicando na imagem. 

BI dengue_0.PNG

 

Clique no mapa abaixo e compare a situação da semana atual com o mapa das quatro semanas anteriores.

mapasitemymaps.png

Como usar o mapa:

O mapa possui dez camadas que podem ser vistas separadamente ou em combina√ß√Ķes de duas ou mais.

Para navegar no mapa, utilize o mouse para arrastar em todas as dire√ß√Ķes e obter um zoom.

Na legenda do mapa, à esquerda, habilite e desabilite a camada desejada clicando no marcador que se encontra ao lado do título de cada camada.

Selecione as camadas desejadas, d√™¬†um zoom no mapa e clique nos c√≠rculos para obter informa√ß√Ķes sobre casos e coletas nas armadilhas ou d√™¬†um clique dentro da √°rea das divis√Ķes territoriais. As informa√ß√Ķes s√£o referentes √†¬†camada que estiver selecionada.

Para fazer uma busca, por endere√ßo, nome de Unidade de Sa√ļde (US), locais com casos de dengue, bairros, etc:

clique na lupa que se encontra à esquerda superior do mapa, junto à legenda;

ao clicar na lupa, surgirá o espaço para digitação;

digite a informação desejada;

dê um clique em cima do resultado da busca; o mapa fará um zoom no local.

 


Mapa desenvolvido por: logo ecovec
Acompanhe também: logo_rs_contra_aedes
Informa√ß√Ķes e den√ļncias:fala poa