Lâmpadas Fluorescentes

Com a publicação da Lei Federal nº 12.305/2010, que criou a Política Nacional de Resíduos Sólidos, foi estabelecida a responsabilidade compartilhada dos geradores de resíduos perigosos na logística reversa dos mesmos. Assim, são corresponsáveis pelo destino correto de lâmpadas fluorescentes os fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, o cidadão e titulares de serviços de manejo dos resíduos sólidos urbanos.

Antecipando-se ao acordo setorial nacional, Porto Alegre realizou um projeto piloto em 2015, a Coleta Itinerante de Lâmpadas Fluorescentes. Para saber como foi o projeto clique aqui.

Destinação
A população de Porto Alegre pode descartar suas lâmpadas fluorescentes, além de outras lâmpadas de descarga (mistas, vapor de sódio e vapores metálicos) por meio do programa de logística reversa desses materiais, que é coordenado pela Associação Reciclus.  A entidade é uma associação sem fins lucrativos que reúne os principais produtores e importadores de lâmpadas fluorescentes.

Os locais onde podem ser entregues as lâmpadas fluorescentes são:

Unidade

Endereço

Bairro

ABT COMERCIAL

Av. São Pedro, 924

São Geraldo

ABT COMERCIAL

Av. Eduardo Prado, 1.941

Cavalhada

THONY FERRAGEM

Av. Cel. Lucas de Oliveira, 1.780

Bela Vista

THONY FERRAGEM

R. Barão do Amazonas, 460

Petrópolis

THONY FERRAGEM

Av. Getúlio Vargas, 881

Menino Deus

CARREFOUR

R. Albion, 111

Partenon

CARREFOUR

Av. Plinio Brasil Milano, 2343

Passo D'Areia

LEROY MERLIN

Av. Sertório, 6767

Sarandi

MAKRO PORTO ALEGRE

R. Vítor Valpírio, 850

Anchieta

WALMART

Av. Sertório, 6600

Sarandi

ILUMINIM

Av. Ipiranga, 7532

Jardim do Salso

PONTO SUL

R. Vicente Monteggia, 989

Cavalhada

REAL CENTER

Av. Amazonas, 731

São Geraldo

CIMAFER

Av. Porto Alegre, 11

Medianeira

FERRAGEM DA CRISTÓVÃO

Av. Cristóvão Colombo, 1276

Floresta

MULTI FERRAGEM

Av. Júlio de Castilhos, 337

Centro Histórico

QUERO-QUERO F264

Av. Alberto Bins, 358

Centro Histórico


Não quebre a lâmpada!

Quando a lâmpada é quebrada há aliberação de mercúrio na forma gasosa, o qual é neurotóxico, bem como de uma poeira fosforosa contendo vários metais pesados. Não somente esses aspectos conferem periculosidade às lâmpadas, mas também a utilização de óxidos de metais pesados e chumbo em revestimentos de componentes e soldas.

*A quantidade de mercúrio de uma única lâmpada fluorescente é capaz de contaminar cerca de 20 mil litros de água.

Precauções
O tratamento das lâmpadas contendo metais pesados é feito em plantas para descontaminação. Poucas empresas no país possuem tais plantas licenciadas. O pequeno gerador, porém, dificilmente consegue trabalhar com essas empresas, que geralmente aceitam apenas contratos para encaminhamento de grande quantitativos.

Em Porto Alegre, para pessoas jurídicas há a Apliquim Brasil Recicle (Av. Pernambuco, 1.234, no bairro Navegantes). Para informações: (51) 4063-9958.
A empresa Recilux de Canoas também recebe lâmpadas e pode ser contatada pelo telefone (51) 3428-2222.

Atenção: lâmpada fluorescente não é considerada lixo reciclável, pois trata-se de resíduo especial. Portanto, não deve ser descartada na coleta seletiva.