Consórcios

A operação do sistema de transporte público em Porto Alegre é dividida em quatro regiões identificadas pelas cores dos ônibus. As regiões são separadas em três bacias operacionais privadas, com onze empresas de ônibus organizadas em quatro consórcios, representados pela Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre – ATP, e uma bacia pública operada pela Companhia Carris Porto-alegrense.

 

13MAI2023_Alex Rocha_Onibus Novos_-11.jpg

 

As Bacias Operacionais, para fins da licitação, foram divididas em dois LOTES cada levando em consideração suas regiões de atendimento e o equilíbrio entre custos e receitas do sistema.


 

  • AZUL - LOTES 1 e 2 - Bacia Norte/Nordeste: MOB 

  • VERMELHO - LOTES 3 e 4 - Bacia Sul: VIVA SUL

  • VERDE - LOTES 5 e 6 - Bacia Leste/Sudeste: VIA LESTE/MAIS

  • AMARELO - Bacia Pública: CARRIS
     

bacias_transporte.JPG

 

Bacia Operacional Norte/Nordeste

Os LOTES 1 e 2 são formados pelas linhas que compõem a Bacia Norte/Nordeste, tendo com principais eixos estruturadores a Av. Baltazar de Oliveira Garcia, Av. Assis Brasil, Av. Benjamim Constant, Av, Cristóvão Colombo, Av. Farrapos, Av. Voluntários da Pátria e Av. Castello Branco.

 

Bacia Operacional Sul

Os LOTES 3 e 4 são formados pelas linhas que compõem a Bacia Sul, tendo com principais eixos estruturadores a Av. do Lami, Av. João Antônio da Silveira, Av. Edgar Pires de Castro, Av. Juca Batista, Av. Coronel Marcos, Av. Wenceslau Escobar, Av. Icaraí, Av. Diário de Notícias, Av. Padre Cacique, Av. Borges de Medeiros, Av. Praia de Belas, Av. Eduardo Prado, Av. Cavalhada, Av. Teresópolis, Av. Carlos Barbosa, Av. Azenha, Av. João Pessoa, Av. Oscar Pereira e Av. Érico Veríssimo.

 

Bacia Operacional Leste/Sudeste

Os LOTES 5 e 6 são formados pelas linhas que compõem a Bacia Leste/Sudeste, tendo como principais eixos estruturadores a Av. João de Oliveira Remião, Av. Bento Gonçalves, Av. João Pessoa, Av. Ipiranga, Av. Protásio Alves, Av. Osvaldo Aranha, Av. Oscar Pereira, Av. Azenha e Av. Érico Veríssimo.

 

Bacia Pública

A Companhia Carris Porto-Alegrense é responsável pela operação das linhas da Bacia Pública, dentre as quais se destaca as linhas circulares da área central e as linhas transversais.

 

Empresas que compõem os quatro consórcios privados:

 

VIVA SUL

- Restinga Transportes Coletivos Ltda

- Transportes Coletivos Trevo S/A

- Viação Belém Novo Ltda.

- Viação Teresópolis Cavalhada Ltda.

 

MOB - Mobilidade em Transportes

- Auto Viação Navegantes Ltda.

- Nortran Transportes Coletivos Ltda.

- Sociedade de Ônibus Porto-Alegrense Ltda.

 

MAIS - Consórcio de Mobilidade da Área Integrada Sudeste

- Empresa Gazômetro de Transportes S/A

- Sudeste Transportes Coletivos Ltda.

 

VIA LESTE

- Viação Alto Petrópolis Ltda.

- Auto Viação Presidente Vargas Ltda.

 

 

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SERVIÇO DE TRANSPORTE COLETIVO POR ÔNIBUS

Conforme o Edital de Concorrência Pública 1/2015, anualmente é divulgado à população o Relatório de Avaliação Anual (RAA) que avalia a qualidade do serviço de transporte por ônibus, por meio do conjunto dos indicadores definidos no Anexo IV dos Contratos de Concessão.

 

Para aferição dos indicadores são utilizados dados dos sistemas da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), obtidos e validados pelos setores competentes, representando o Órgão Gestor. Esses dados dão origem aos indicadores:

 

• Índice de Cumprimento de Viagem 

• Índice de Quebra 

• Índice de Reprovação da Vistoria 

• Índice de Acidentes de Trânsito 

• Índice de Autuações de Transporte 

• Índice de Reclamações de Pessoal Operacional 

• Índice de Reclamação de Viagens

 

Medição dos Indicadores

As medições são realizadas mensalmente (Índice de Desempenho Operacional – IDO), agrupadas trimestralmente (Índice de Desempenho Operacional Trimestral – IDOT) e, por fim, anualmente (Índice de Desempenho Operacional Anual – IDOA) para, posteriormente, medir-se o VDTA (Valor de Desempenho Total Anual). Isso posto, como o serviço foi concedido por Lotes (item 1.2 do Edital), essas medições devem ser feitas por LOTES.

 

Assim, após o encerramento das medições (IDO, IDTO, IDOA e VDTA) de cada ano operacional, são aferidos os indicadores de qualidade dos Lotes integrantes das Bacias Operacionais para o período de março a fevereiro do ano seguinte, divulgados no Relatório de Avaliação Anual (RAA).

 

Relatórios de Avaliação Anual dos Indicadores de Qualidade

7º ano de operação – março de 2022 a fevereiro de 2023

Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre (março/2022 a fevereiro/2023)

6º ano de operação – março de 2021 a fevereiro de 2022

Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre (março/2021 a fevereiro/2022)

5º ano de operação – março de 2020 a fevereiro de 2021

Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre (março/2020 a fevereiro/2021)

4º ano de operação – março de 2019 a fevereiro de 2020

Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre (março/2019 a fevereiro/2020)

3º ano de operação – março de 2018 a fevereiro de 2019

Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre (março/2018 a fevereiro/2019)

2º ano de operação – março de 2017 a fevereiro de 2018

Sistema de Avaliação de Qualidade do Serviço de Transporte por ônibus de Porto Alegre (março/2017 a fevereiro/2018)

1º ano de operação – março de 2016 a fevereiro de 2017

Sistema de Avaliação de Qualidade do Serviço de Transporte por ônibus de Porto Alegre (março/2016 a fevereiro/2017)

Indicadores por bacia