Informações Água

Dmae - Brayan Martins-7.jpg

Mais de 99,5% da população da Capital é atendida com abastecimento de água pelo Dmae. São 6 Estações de Tratamento de Água (ETAs), 6 Estações de Bombeamento de Água Bruta (EBABs), 88 Estações de Bombeamento de Água Tratada (EBATs) e 104 reservatórios. Dos mais de 200 milhões de m³ de água tratados por ano, ao menos 88% da água é destinada ao uso residencial, distribuídas por mais de 4.200 quilômetros de redes espalhadas pelas ruas de Porto Alegre.

SISTEMAS DE ABASTECIMENTO

Antes de chegar aos consumidores, a água passa por um processo de tratamento, cuja fase inicial é a captação. Em Porto Alegre, a água bruta é captada no Lago Guaíba e no Rio Jacuí – para apenas uma estação, a ETA Ilhas. A água captada é tratada e distribuída a todos os pontos da cidade.

Desde essa etapa, o Dmae toma uma série de cuidados - tais como a análise periódica da qualidade da água dos mananciais - que contribuem para a qualidade do produto entregue à população depois do processo de tratamento.

A captação da água bruta é feita pelas Estações de Bombeamento de Água Bruta (EBAB), com cinco pontos no Lago Guaíba e um no Rio Jacuí. A água passa por um gradeamento, que retém os sólidos de maior volume, e é então conduzida às Estações de Tratamento de Água (ETA). Conheça aqui os processos de tratamento.

Após o tratamento, a água é distribuída através de um sistema de bombeamento, pelas Estações de Bombeamento de Água Tratada (EBAT), por adutoras e redes até os ramais dos contribuintes ou é armazenada em Reservatórios.


ÁGUA EM NÚMEROS

100% da população atendida em áreas regulares (*88% uso residencial)

6 Estações de Tratamento

6 Estações de Bombeamento de Água Bruta

87 Estações de Bombeamento de Água Tratada

101 reservatórios

212 milhões m³ tratados (ano)

202 mil m³ de reservação

+ 730 mil economias ativas

38 mil com tarifa social

4,2 mil km de redes

 

Mapa-pontos-de-coleta-de-água-3.jpg